Temporal deixa moradores desabrigados em área rural de cidade de MT

Publicado em 20/09/2016 07:38
308 exibições

A forte chuva que atingiu  o estado no último domingo (18) deixou diversos moradores desabrigados em uma comunidade rural de Chapada dos Guimarães, município a 64 km da capital. A comunidade João Carro foi atingida por fortes rajadas de vento que acabaram deixaram casas destelhadas, causou a queda de diversas árvores e da energia elétrica.

Segundo a prefeitura de Chapada dos Guimarães, equipes da Secretaria Municipal de Assistência Social e da Defesa Civil Municipal devem se deslocar para a comunidade na manhã da próxima terça-feira (19). Os profissionais devem avaliar os prejuízos e informar as medidas a serem tomadas.

A comunidade, que fica 40 km de Chapada dos Guimarães, está desde às 16h30 do domingo sem energia elétrica. A informação é do produtor rural Silvestre Santos da Cruz. Segundo ele, o temporal deixou alguns moradores desesperados.

“Foi um negócio muito feio que deixou todo mundo com medo. Teve casa que perdeu até as paredes por causa da força do vento. Teve gente que conseguiu abrigo em casa de parentes que foram menos afetados pela chuva. Mas muita gente da comunidade ficou sem abrigo mesmo”, relatou.

Leia a notícia na íntegra no site G1 - MT.

G1: Chuva forte destelha casas e derruba árvores em cidade de Mato Grosso

Prédios, casas e barracões em Nova Mutum, município a 269 km de Cuiabá, ficaram destelhados após as fortes chuvas registradas no domingo (18). Alguns outdoors e árvores também caíram durante o temporal no município. De acordo com o Corpo de Bombeiros da cidade, não houve registro de feridos.

Um dos estragos causados pelo temporal foi registrado em um prédio em construção na região central da cidade. Os ventos fortes arrancaram a cobertura do edifício, que ainda teve a estrutura metálica arremessada para o canteiro central.

Segundo o Corpo de Bombeiros de Nova Mutum, a chuva teve início por volta das 17h30 e somente pequenos atendimentos foram feitos. Em um deles, bombeiros da corporação ajudaram a recolher telhas de um prédio que fica próximo à corporação, que haviam sido jogadas no meio da rua após os ventos. Elas foram retiradas da via para desobstruir o trânsito.

Leia a notícia na íntegra no site G1 - MT.

Fonte G1 - MT

Nenhum comentário