Os 10 números por detrás dos incêndios e inundações na Argentina

Publicado em 24/01/2017 13:50
421 exibições

As condições climáticas adversas, em conjunto com uma série de incêndios sobre amplas regiões, colocaram em dúvida as expectativas de produção para a atual safra na Argentina.

O site Agrofy News reuniu 10 números do campo que, até o momento, medem o estado dessa situação no país.

5,2 milhões de toneladas

É a estimativa da Bolsa de Comércio de Rosário para a quantidade de grãos que serão perdidos por conta das inundações e dos incêndios.

US$1,05 bilhões

Estima-se que, com a perda, a economia argentina também deve perder esse montante. Cabe apontar que para calcular o valor, se multiplica a tonelada pelo preço FOB de cada cultivo, considerando direitos de exportação e gastos de fobbing.

1,1 milhão de hectares

Estimativa da Bolsa de Cereais de Buenos Aires para a superfície afetada. 770 mil desses hectares são de soja.

US$40 a tonelada

É o aumento do preço da soja desde meados de outubro. As perdas produtivas foram um importante fator altista para os valores do mercado externo.

500mm

Os últimos episódios de chuvas na Zona Núcleo da Argentina deixaram como herança este volume de chuva em algumas regiões pontuais.

1.000 granjas leiteiras

Estima-se que este seja o número que se encontra em risco na província de Santa Fe, que já sofreu uma diminuição anterior de 4.100 granjas para 3.600.

1.800.000 litros de leite

É a quantidade que deixa de ser produzida por dia, fruto das inundações. No mês inteiro de janeiro, este número deverá ficar em 54 milhões de litros a menos de leite,

US$3,5 bilhões

É a perda que Santa Fe estima em menos de um ano por conta dos fenômenos climáticos.

1.500.000 hectares

De acordo com o Instituto Nacional de Tecnologia Agropecuária (INTA), é a quantidade de terras que foram afetadas pelos incêndios rurais.

Mais de 70.000 cabeças

A quantidade reflete o número de bois e vacas que foram perdidos pelos incêndios em Río Negro, La Pampa e Buenos Aires.

Tradução: Izadora Pimenta

Fonte: Agrofy News

0 comentário