Clima: Bahia tem cidades com acumulado de quase 100 mm em menos de 24h e novas precipitações são previstas

Publicado em 13/12/2017 10:35 e atualizado em 13/12/2017 18:17
2364 exibições

LOGO nalogo

Conforme previsto, fortes chuvas foram registradas em áreas da Bahia ontem e na madrugada desta quarta-feira (13). Um dos maiores acumulados, segundo a Climatempo, foi registrado em Brumado (BA), com quase 85 mm em 12 horas, entre terça-feira e manhã desta quarta-feira (horário local). Novas precipitações são previstas para o estado, segundo o Inmet.

Veja o mapa com a previsão de precipitação acumulada para até 72 horas (13/12 a 15/12) para todo o Brasil:

Mapa com a previsão de precipitação acumulada para até 72 horas (13/12 a 15/12) para todo o Brasil - Fonte: Inmet
Fonte: Inmet

"Chuva entre 20 a 30 mm/h ou até 50 mm/dia. Baixo risco de alagamentos e pequenos deslizamentos, em cidades com tais áreas de risco", disse o instituto para esta quarta. Também foram emitidos alertas de perigos potenciais devido aos altos acumulados previstos nas próximas horas em áreas do Amazonas, Maranhão, Minas Gerais, Piauí e Tocantins.

Os produtores devem ficar atentos às previsões específicas de suas regiões. A safra de verão ainda segue sendo plantada em algumas regiões brasileiras.

Veja o mapa das áreas com alto acumulado nesta 4ª feira:

Mapa das áreas com alto acumulado nesta 4ª feira - Fonte: Inmet
Fonte: Inmet

Outras cidades baianas também tiveram acumulados expressivos nas últimas horas. No período de 24 horas, entre 6 horas de ontem e 6 horas de hoje, hora local, segundo a Climatempo, foi registrado 73,2 mm em Itiruçu (BA), 59,4 mm em Itaberaba (BA), 57,4 mm em Ipiaú (BA), 56,2 mm em Itapetinga (BA), 53,6 mm em Itamaraju (BA) e 48,6 mm em Vitória da Conquista (BA).

Veja o mapa de precipitação acumulado nas últimas 24 horas em todo o Brasil:

Mapa de precipitação acumulado nas últimas 24 horas em todo o Brasil - Fonte: Inmet
Fonte: Inmet

» Clique e veja mais informações na página de Clima e acompanhe cinco satélites em tempo real

Por: Jhonatas Simião
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário