Tempo: Instabilidades sobre região Sul do Brasil prejudicam desenvolvimento do trigo; mais chuvas são previstas

Publicado em 26/07/2018 10:46
1318 exibições

LOGO nalogo

O tempo segue instável sobre áreas do Sul do Brasil. Nesta quarta-feira (25), por exemplo, áreas do litoral de Santa Catarina e também do Centro-leste e Nordeste do Rio Grande do Sul receberam chuva forte, segundo a Climatempo. As nebulosidades na região já comprometem lavouras de trigo e mais chuvas são previstas.

"A chuva mais constante no Rio Grande do Sul e Santa Catarina, já começam a afetar lavouras de trigo. Por conta do templo nublado na maior parte do dia, as taxas de luminosidade são baixas, afetando a taxa fotossintética. Com isso há redução no potencial produtivo das plantas", informou a empresa meteorológica.

De acordo com medições do Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), diversas áreas do Rio Grande do Sul e Santa Catarina até cerca de 50 milímetros de chuva nas últimas 24 horas. Araranguá (SC), por exemplo, registrou até 61,8 mm, Ibirubá (RS) teve 51,2 mm, enquanto Cruz Alta (RS) anotou até 47,6 mm nas últimas 24 horas.

Veja o mapa com a previsão de precipitação acumulada para até 72 horas (27/07 a 29/07) em todo o Brasil:

Mapa com a previsão de precipitação acumulada para até 72 horas (27/07 a 29/07) em todo o Brasil - Fonte: Inmet
Fonte: Inmet

Enquanto isso, em áreas ao Norte e Nordeste do Paraná e Sul de São Paulo, há relatos de perdas justamente pela ausência de chuvas, já que as precipitações nos últimos dias seguiram mais concentradas nos extremos do país. Áreas centrais do Brasil já estão sem chuvas há mais de um mês, mas a condição tem favorecido as colheitas da 2ª safra.

"Nas demais regiões do Brasil, o tempo seco continuará beneficiando a realização da colheita do milho, algodão e demais culturas de 2ª safra, bem como as colheitas do café e da cana-de-açúcar. Não é previsto para esta semana e semana que vem, nada que possa atrapalhar ou mesmo inviabilizar tal atividade", diz.

As chuvas na região Sul devem diminuir aos poucos até o final da semana. A instabilidade enfraquece bastante na sexta-feira, favorecendo períodos sem chuvas e com sol, mas uma nova frente fria deve retornar já nos próximos dias. "O último fim de semana de julho será marcado pela passagem de outra frente fria sobre o Sul do Brasil", informa a Climatempo.

Veja o mapa das áreas com precipitação acumulada nas últimas 24 horas em todo o Brasil:

Mapa das áreas com precipitação acumulada nas últimas 24 horas em todo o Brasil - Fonte: Inmet
Fonte: Inmet

Em uma previsão mais estendida, a condição chuvosa se mantém para o Sul do país, segundo Morgana Almeida, chefe do Centro de Análise e Previsão do Tempo do Inmet. Contudo, de 31 de julho a 8 de agosto, as precipitações também podem se deslocar para o Mato Grosso do Sul, São Paulo e Minas Gerais. Essa previsão, no entanto, ainda é uma tendência e ainda deve ser confirmada.

Veja o mapa com a precipitação acumulada para o período de 26 de julho até 11 de agosto:

Mapa com a precipitação acumulada para o período de 26 de julho até 11 de agosto - Fonte: National Centers for Environmental Prediction/NOAA

Fonte: National Centers for Environmental Prediction/NOAA

Colheita do Milho em Sapezal (MT). Envio de João Freire.
Colheita do Milho em Sapezal (MT). Envio de João Freire

Lavoura de milho sendo colhida em Campos de Júlio (MT). Envio de Cristian Querino
Lavoura de milho sendo colhida em Campos de Júlio (MT). Envio de Cristian Querino​

Amanhecer em Nova Toledo- Paraguay. Envio de Nilson Kohler.
Amanhecer em Nova Toledo- Paraguay. Envio de Nilson Kohler.

Pôr do sol no Milharal em Nova Mutum (MT). Envio de João Freire
Pôr do sol no Milharal em Nova Mutum (MT). Envio de João Freire​

Envie sua foto ou vídeo! Fale com a gente pelo WhatsApp (19) 99767-0241

» Clique e veja mais informações na página de Clima e acompanhe cinco satélites em tempo real

Por: Jhonatas Simião
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário