Tempo: Instabilidades diminuem sobre o Sul, mas ainda há risco de chuva forte no RS nesta 6ª; veja fotos

Publicado em 11/01/2019 10:52 e atualizado em 11/01/2019 17:57
777 exibições

Imagem de satélite de todo o Brasil nesta sexta-feira (11) - Fonte: Inmet
Imagem de satélite de todo o Brasil nesta sexta-feira (11) - Fonte: Inmet

LOGO nalogo

Depois de dias de fortes chuvas, áreas de instabilidade diminuíram nesta sexta-feira (11) sobre áreas da região Sul do Brasil. No entanto, segundo a Climatempo, ainda há risco de chuva forte no Rio Grande do Sul.

Algumas cidades gaúchas estão com chuvas desde o início da semana. Na soma das últimas 48 horas, segundo dados do Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), alguns municípios acumulam quase 300 milímetros.

"A chuva não será mais volumosa e intensa no Rio Grande do Sul, mas ainda há risco de chuva forte, nesta sexta-feira", informou a Climatempo. Nas áreas de fronteira com o Uruguai, onde choveu forte, haverá trégua.

Registro de altos acumulados de chuva em cidades do RS nesta quinta-feira (10) - Foto: Reprodução/Redes sociaisRegistro de altos acumulados de chuva em cidades do RS nesta quinta-feira (10) - Foto: Reprodução/Redes sociais Registro de altos acumulados de chuva em cidades do RS nesta quinta-feira (10) - Foto: Reprodução/Redes sociais Registro de altos acumulados de chuva em cidades do RS nesta quinta-feira (10) - Foto: Reprodução/Redes sociais Registro de altos acumulados de chuva em cidades do RS nesta quinta-feira (10) - Foto: Reprodução/Redes sociais  Excesso de chuvas em lavouras de soja na região de Caçapava do Sul (RS) - Foto: Guilherme Medeiros Excesso de chuvas em lavouras de soja na região de Caçapava do Sul (RS) - Foto: Guilherme MedeirosExcesso de chuvas em lavouras de soja na região de Caçapava do Sul (RS) - Foto: Guilherme Medeiros Excesso de chuvas em lavouras de soja na região de Caçapava do Sul (RS) - Foto: Guilherme Medeiros Excesso de chuvas em lavouras de soja na região de Caçapava do Sul (RS) - Foto: Guilherme MedeirosExcesso de chuvas em lavouras de soja na região de Caçapava do Sul (RS) - Foto: Guilherme Medeiros

Ainda segundo a empresa meteorológica, a passagem de uma frente fria associada a um sistema de baixa pressão mantiveram as áreas de instabilidade no Sul Brasil nos últimos dias.

"No norte gaúcho, na maior parte de Santa Catarina e no Paraná, o sol aparece e faz bastante calor. O forte aquecimento e a umidade elevada estimulam a formação de nuvens carregadas que provocam temporais isolados", noticiou a empresa.

Depois da estiagem nos últimos dias de 2018, o estado do Rio Grande do Sul volta a ter chuvas, o que deve contribuir para o desenvolvimento da safra. No entanto, segundo relatos e fotos de produtores, o excesso de umidade também já preocupa.

Veja o mapa com a previsão de precipitação acumulada para até 174 horas (12/01 a 18/01) em todo o Brasil:

Mapa com a previsão de precipitação acumulada para até 174 horas (12/01 a 18/01) em todo o Brasil - Fonte: Inmet
Fonte: Inmet

Cidades do extremo Sul do Rio Grande do Sul receberam nesses últimos dias chuvas que superam a média do mês, em alguns casos são quase 300 mm em apenas 48 horas. Esta quinta-feira (11), foi mais um dia de precipitações volumosas.

Segundo levantamento do Inmet, os cinco maiores acumulados de chuva em todo o Brasil ontem foram em Alegrete (RS): 218,8 mm, Uruguaiana (RS): 189,2 mm, São Gabriel (RS): 156,4 mm, Marabá (PA): 121,8 mm e São Vicente do Sul (RS): 105,0 mm.

Alegrete e Uruguaiana decretaram estado de calamidade na quinta-feira. O mau tempo nesses munícipios provocou alagamentos, queda de árvores e energia interrompida, além de prédios atingidos. Famílias ficaram desalojadas.

Veja o mapa de precipitação acumulada nas últimas 24 horas em todo o Brasil:

Mapa de precipitação acumulada nas últimas 24 horas em todo o Brasil - Fonte: Inmet
Fonte: Inmet

O rio Ibirapuitã, que corta a região, está acima do nível normal. A chuva acumulada chegou em 233 milímetros – a média mensal para janeiro é de 159,7 milímetros. Fotos mostram lavouras de soja encharcadas, mas é cedo para saber se haverá perdas.

No final de semana, a previsão é de pancadas de chuva. "No sábado, o sol aparece já pela manhã no Paraná, oeste e interior de Santa Catarina, norte, oeste e interior do Rio Grande do Sul. Nestas áreas, a partir da tarde ocorrem pancadas de chuva com até moderada intensidade e raios", informou a Climatempo.

Já em outras áreas gaúchas e no leste catarinense, o tempo fica instável com muita nebulosidade, intercalando período de sol e chuva a qualquer hora do dia, segundo a empresa meteorológica.

"No domingo, o sol aparece em todos os estados da Região. No sul do Rio Grande do Sul, já podem ocorrer pancadas de chuva moderadas com raios pela manhã. Nas demais áreas da Região, as pancadas isoladas de chuva com raios acontecem a partir da tarde e a noite", complementou.

Enchente grande no Rio Santa Maria em Dom Pedrito (RS). Dos 120.000 ha que o município planta, 30.000 são à beira do rio. Envio de Rafael Rockenbach de Avila
Enchente grande no Rio Santa Maria em Dom Pedrito (RS). Dos 120.000 ha que o município planta, 30.000 são à beira do rio. Envio de Rafael Rockenbach de Avila

Enchente grande no Rio Santa Maria em Dom Pedrito (RS). Dos 120.000 ha que o município planta, 30.000 são à beira do rio. Envio de Rafael Rockenbach de Avila
Enchente grande no Rio Santa Maria em Dom Pedrito (RS). Dos 120.000 ha que o município planta, 30.000 são à beira do rio. Envio de Rafael Rockenbach de Avila

Enchente grande no Rio Santa Maria em Dom Pedrito (RS). Dos 120.000 ha que o município planta, 30.000 são à beira do rio. Envio de Rafael Rockenbach de Avila
Enchente grande no Rio Santa Maria em Dom Pedrito (RS). Dos 120.000 ha que o município planta, 30.000 são à beira do rio. Envio de Rafael Rockenbach de Avila

Pulverização em lavoura de soja na cidade de Rio Verde (GO). Envio de Alex Zamonaro
Pulverização em lavoura de soja na cidade de Rio Verde (GO). Envio de Alex Zamonaro

Mofo Branco na soja Monsoy 5917 Ipro devido a alta umidade e calor. Bom Jesus da Penha (MG). Envio do Agrônomo Flávio José Vieira
Mofo Branco na soja Monsoy 5917 Ipro devido a alta umidade e calor. Bom Jesus da Penha (MG). Envio do Agrônomo Flávio José Vieira

Lavouras prejudicadas pelo clima em Dourados (MS). Envio de Leandro Valente
Lavouras prejudicadas pelo clima em Dourados (MS). Envio de Leandro Valente

Envie sua foto ou vídeo! Fale com a gente pelo WhatsApp (19) 99767-0241

» Clique e veja mais informações na página de Clima e acompanhe cinco satélites em tempo real

Por: Jhonatas Simião
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário