Tempo: Modelos divergem sobre retorno das chuvas ao Brasil central; MT será o estado com melhor distribuição nos próximos dias

Publicado em 24/01/2019 11:40 e atualizado em 25/01/2019 10:49
4358 exibições

Imagem de satélite de todo o Brasil nesta quarta-feira (23) - Fonte: Inmet
Imagem de satélite de todo o Brasil nesta quinta-feira (24) - Fonte: Inmet

As previsões do início da semana se confirmaram e as chuvas têm retornado para áreas da região central do Brasil ao longo desta semana. Ainda assim, as precipitações têm ocorrido em forma de pancadas e bastante isoladas.

Para os próximos dias, os modelos de previsão númerica ainda divergem. O modelo Cosmo aponta chuvas pouco volumosas para áreas de Mato Grosso, Goiás e Mato Grosso do Sul. Enquanto que o GFS traz uma condição um pouco mais úmida.

"O modelo GFS tem mantido as chuvas mais volumosas para áreas do Brasil, por conta de um córtice ciclônico com entrada rápida, conforme mostrava o modelo Cosmo no início da semana. De qualquer forma, essa chuva dura pouco", disse o meteorologista do Inmet, Mamedes Luiz Melo.

A volta das precipitações, no entanto, ameniza as preocupações dos produtores, que ficaram vários dias sem chuvas. Modelos mais estendidos confirmam que a região central do Brasil deve seguir com essas chuvas, mas ainda localizadas.

A combinação de calor e umidade é que tem provocado as precipitações de verão em áreas do Brasil central. Os estados que receberão os maiores acumulados nos próximos dias serão Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Goiás.

"Um cenário de chuvas mais intensas e regulares vem se alastrando por todo o Centro-Oeste, Norte e Centro-Sul do Brasil. Nestes próximos 5 dias, os índices pluviométricos são projetados entre 20-40mm acumulados por 75% da área sojicultora no país", informou a ARC Mercosul (AgResource).

Veja o mapa de previsão de precipitação acumulada para os próximos 5 dias em todo o Brasil:

Mapa de previsão de precipitação acumulada para os próximos 5 dias em todo o Brasil - Fonte: ARC Mercosul (AgResource)
Fonte: ARC Mercosul (AgResource)

Veja o mapa de previsão de precipitação do modelo GFS 24 horas para os próximos 3 dias em todo o Brasil:

Mapa de previsão de precipitação do modelo GFS 24 horas para os próximos 3 dias em todo o Brasil - Fonte: COLA
Fonte: COLA (The Center for Ocean-Land-Atmosphere Studies)

Mapa de previsão de precipitação do modelo GFS 24 horas para os próximos 3 dias em todo o Brasil - Fonte: COLA
Fonte: COLA (The Center for Ocean-Land-Atmosphere Studies)

Mapa de previsão de precipitação do modelo GFS 24 horas para os próximos 3 dias em todo o Brasil - Fonte: COLA
Fonte: COLA (The Center for Ocean-Land-Atmosphere Studies)

Veja o mapa de previsão de precipitação acumulada do modelo Cosmo para os próximos 7 dias em todo o Brasil:

Mapa de previsão de precipitação acumulada para os próximos 7 dias em todo o Brasil - Fonte: Inmet
Fonte: Inmet

Segundo o mapa de precipitação acumulada do Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), nos próximos sete dias, as chuvas mais volumosas se concentram em áreas do Centro-Norte de Mato Grosso, com acumulados de até 400 milímetros em uma pequena faixa do Leste.

O estado de Mato Grosso terá a condição mais regular de tempo nos próximos dias, com bons acumulados em quase todas as áreas. Em Goiás, as chuvas mais volumosas ficam na divisa com Minas Gerais, com acumulados de até 400 mm. Também chove no centro e Norte, mas de forma bastante irregular.

Em Mato Grosso do Sul, as chuvas de até 400 mm podem ocorrer em áreas isoladas na divisa o Paraguai e São Paulo. Nas outras regiões do estado, são previstas nos próximos dias chuvas pouco volumosas. Volumes moderados devem ser vistos na faixa Leste do estado.

O estado de São Paulo também terá condição bastante irregular nos próximos sete dias, de acordo com o Inmet. Em áreas de Minas Gerais, são esperados volumes praticamente zerados no período, assim como em áreas da Bahia. Produtores devem ficar atentos às previsões específicas.

Veja o mapa com a previsão de precipitação acumulada para até 174 horas (25/01 a 31/01) em todo o Brasil:

Mapa com a previsão de precipitação acumulada para até 174 horas (25/01 a 31/01) em todo o Brasil - Fonte: Inmet
Fonte: Inmet

De acordo com o modelo Cosmo do Inmet, no final de semana, chuvas ainda mais volumosas serão registradas em áreas da região Centro-Oeste do Brasil. No entanto, já choveu nas últimas horas em localidades muito isoladas do Brasil central (Veja o mapa abaixo).

Com as chuvas, as temperaturas tendem a diminuir no Centro-Oeste. "A nebulosidade e a chuva aumentam sobre o Mato Grosso do Sul, o que vai evitar que a temperatura suba tanto como nos últimos dias. Serão dias sem temperaturas extremas, mais ainda com sensação de abafamento", noticiou a Climatempo.

Os maiores acumulados em todo o país na quarta-feira ficaram mais localizados sobre a região Norte do país. Os cinco maiores foram em Castanhal (PA): 73,2 mm, Cruzeiro do Sul (AC): 63,2 mm, Dores do Indaiá (MG) 55,8 mm, Epitolândia (AC): 45,4 mm e Novo Repartimento (PA): 44,4 mm.

Veja o mapa de precipitação acumulada nas últimas 24 horas em todo o Brasil:

Mapa de precipitação acumulada nas últimas 24 horas em todo o Brasil - Fonte: Inmet
Fonte: Inmet

Previsões do centro de previsão da Administração Oceânica e Atmosférica Nacional (NOAA, na sigla em inglês) apontam que, no período de 24 a 1º de fevereiro, as chuvas ficarão concentradas sobre a região Norte e, em menor intensidade, em áreas centrais do país.

De 1º de fevereiro até 09 de fevereiro, as chuvas seguirão sobre a região Norte, mas volta a secar em áreas mais centrais do país, como no Mato Grosso do Sul. Por outro lado, nesse mesmo período, as precipitações se acumulam mais no Sul e em partes do Sudeste do Brasil.

Veja o mapa com a tendência de precipitação acumulada para o período de 24 de janeiro até 09 de fevereiro:

Mapa com a tendência de precipitação acumulada para o período de 23 de janeiro até 08 de fevereiro - Fonte: National Centers for Environmental Prediction/NOAA
Fonte: National Centers for Environmental Prediction/NOAA

Nesta quinta-feira (24), o Inmet emitiu alerta de perigo potencial com baixa umidade em áreas do Distrito Federal e Goiás. Há também perigo com acumulados de chuva em áreas do Paraná e Santa Catarina.

» Clique e veja mais informações na página de Clima e acompanhe cinco satélites em tempo real

Por: Jhonatas Simião
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário