Tempo: Chuvas retornam ao Centro-Norte do Brasil e persistem até final da 1ª quinzena de fevereiro

Publicado em 07/02/2019 10:47 e atualizado em 07/02/2019 15:20
1939 exibições

Imagem de satélite de todo o Brasil nesta quinta-feira (07) - Fonte: Inmet
Imagem de satélite de todo o Brasil nesta quinta-feira (07) - Fonte: Inmet

Instabilidades retornaram com força sobre áreas do Centro-Norte do país nas últimas horas. Um bloqueio atmosférico, que impedia o avanço das chuvas foi rompido, com uma frente fria chegando do Sul na terça-feira (12) e a tendência é de precipitações ainda por vários dias.

"As chuvas vêm retornando, mesmo que gradativamente, por toda essa parte central do Brasil e trazendo as precipitações tão esperadas pelos produtores dessa região", disse em entrevista ao Notícias Agrícolas Mamedes Luiz Melo, meteorologista do Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia).

De acordo com imagens de satélite do instituto meteorológico brasileiro, nesta quinta-feira, instabilidades nas primeiras horas do dia estavam mais presentes sobre partes dos estados localizados nas regiões Sudeste, Centro-Oeste, Norte e Nordeste (veja o mapa acima).

Veja o mapa de previsão de precipitação acumulada do modelo Cosmo para os próximos 7 dias em todo o Brasil:

Mapa de previsão de precipitação acumulada do modelo Cosmo para os próximos 7 dias em todo o Brasil - Fonte: Inmet
Fonte: Inmet

Mapas estendidos apontam que essas chuvas, que retornaram a partir de terça-feira sobre o Centro-Norte, devem seguir pelo menos até o fim da primeira quinzena de fevereiro, que é o período máximo que o modelo Cosmo consegue avançar. Mas tendências já apontam precipitações até final do mês.

"Essa chuva deve ter uma continuidade até mais à frente, pelo menos até o dia 21 de fevereiro. Mas se observa que desde o final da semana passada as características na região central não têm mudado, então acreditamos numa previsão bem otimista para fevereiro", afirma Mamedes.

Veja mais:
» Fevereiro começa com tendência de chuvas persistentes sobre Brasil central e minimiza preocupações com safrinha, prevê Inmet

Segundo o mapa do Inmet de chuva acumulada, para os próximos sete dias, a distribuição de chuvas no Centro-Norte também será mais regular. Estados produtoras como Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Goiás podem ter acumulados de até 100 milímetros. Enquanto que em áreas do Matopiba esse número salta para até 150 mm.

Veja o mapa com a previsão de precipitação acumulada para até 174 horas (08/02 a 14/02) em todo o Brasil:

Mapa com a previsão de precipitação acumulada para até 174 horas (08/02 a 14/02) em todo o Brasil - Fonte: Inmet
Fonte: Inmet

As precipitações no Centro-Norte, abrangendo áreas da região central do país, foram recebidas com alívio por parte dos produtores uma vez que a safrinha de milho já começa a ser plantada em diversos estados e pode compensar as perdas tidas com a soja na safra 2018/19, com cenário de estiagem.

"O modelo americano (GFS) de previsões climáticas traz a reafirmação das precipitações se concentrando no Centro-Norte do Brasil, nos próximos 5 dias. As chuvas são oferecidas por um padrão atmosférico sob interferência da região Amazônica, aumentando a umidade disponível para o período", disse em relatório a ARC Mercosul (AgResource).

A consultoria ainda destaca que, apesar de mais chuvas no Centro-Norte, a região Sul deve passar por dias de condição mais firme. "A melhor chance de precipitações para este lado sul acontecerá entre o dia 12-17 de fevereiro, quando há uma projeção de totais pluviométricos entre 20-30mm acumulados para quase toda região produtora do Brasil".

Veja o mapa de precipitação acumulada nas últimas 24 horas em todo o Brasil:

Mapa de precipitação acumulada nas últimas 24 horas em todo o Brasil - Fonte: Inmet
Fonte: Inmet

Nas últimas 24 horas, as chuvas mais volumosas em todo o Brasil já estiveram mais contradas sobre áreas da faixa Centro-Norte do país. Os cinco maiores acumulados foram registrados em São João do Piauí (PI): 82,6 mm, São Simão (GO): 69,8 mm, Ariquemes (RO): 62,2 mm, Ituiutaba (MG): 58,0 mm e Alegre (ES): 56,4 mm.

Outras medições também apontam chuvas volumosas em áreas do Rio de Janeiro, com acumulados que chegaram a superar os 100 mm em 24 horas, inclusive com danos em localidades da capital, como deslizamentos, enchentes e quedas de árvores. Segue o alerta de chuvas fortes a moderadas na cidade.

Leia mais:
» Temporal causa danos no Rio e deixa a cidade em estágio de crise

O Inmet tem três alertas de perigo e perigo potencial com chuvas intensas para o estado do Rio de Janeiro. Também há aviso de chuvas intensas nesta quinta-feira para localidades dos estados da Bahia, Ceará, Paraíba, Pernambuco, Piauí e Rio Grande do Norte.

Veja o mapa das áreas com alerta de chuvas intensas nesta 5ª:

Mapa das áreas com alerta de chuvas intensas nesta 5ª - Fonte: Inmet
Fonte: Inmet

Previsão estendida de chuvas para todo o Brasil

Mapas estendidos, do centro de previsão da Administração Oceânica e Atmosférica Nacional (NOAA, na sigla em inglês), apontam que no período de 07 de fevereiro até 15 de fevereiro, as chuvas volumosas ficarão concentradas sobre a região Centro-Norte do país, com destaque para áreas do Norte, Centro-Oeste e Sudeste.

De 15 de fevereiro até 23 de fevereiro, as precipitações seguirão mais concentradas sobre a região Norte do país, mas áreas da faixa central do país e do Sudeste também devem receber bons volumes de chuva no período. No Sul, a condição fica mais firme, com exceção de áreas mais litorâneas.

Veja o mapa com a tendência de precipitação acumulada para o período de 07 de fevereiro até 23 de fevereiro:

Mapa com a tendência de precipitação acumulada para o período de 07 de fevereiro até 23 de fevereiro - Fonte: National Centers for Environmental Prediction/NOAA
Fonte: National Centers for Environmental Prediction/NOAA

» Clique e veja mais informações a página de Clima e acompanhe cinco satélites em tempo real

Por: Jhonatas Simião
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário