EUA: Previsões trazem chuvas de mais de 100 mm no Corn Belt nos próximos 7 dias

Publicado em 28/05/2019 12:13 e atualizado em 28/05/2019 13:31
8310 exibições
Plantio segue atrasado em todos os estados; USDA atualiza progresso na tarde de hoje

O clima nos Estados Unidos continua sendo o principal foco do mercado de grãos neste momento. E os preços retomaram os negócios na Bolsa de Chicago depois do feriado nos EUA - comemorado nesta segunda-feira (28) - operando com fortes altas, lideradas pela soja, seguida pelo trigo e pelo milho. As condições atuais ainda mantêm o plantio ainda muito atrasado em quase todas as regiões do país. E para os próximos dias, ainda não há uma previsão de trégua. 

As previsões mais atualizadas mostram que o intervalo dos próximos 7 e 15 dias serão de chuvas bem acima da média para o período em quase toda a região produtora de grãos dos Estados Unidos. A próxima semana deverá ser de altos acumulados do Texas à Pensilvânia. 

Chuvas EUA 7 dias

De acordo com o mapa do NOAA, o serviço oficial de clima dos EUA, os estados do Missouri, Oklahoma, Kansas, partes de Iowa e Illinois e das Dakotas deverão receber - de hoje a 4 de junho - volumes de 25 a mais de 100 mm de chuvas. E são nestes pontos onde o avanço dos trabalhos de campo já demoram a avançar. Os campos estão muito saturados pelo excesso de umidade e os produtores, muito preocupados com o futuro da nova safra. 

Além das chuvas frequentes, os EUA também estão recebendo tempestades, queda de granizo e tornados. No último final de semana, o ilustrado pela imagem abaixo foi registrado em Paw Paw, no estado de Illinois, um dos maiores produtores de grãos do país. 

Tornado Paw Paw Illinois

Na sequência, as fotos da especialista da Reuters Internacional Karen Braun, tiradas no último sábado (25) mostram que a germinação está atrasada em muitos locais. Em diversas regiões, inclusive, a necessidade do replantio já é uma realidades. As fotos também foram feitas em Illinois. 

Lavouras em Illinois - Fotos Karen BraunLavouras em Illinois - Fotos Karen Braun

Lavouras em Illinois - Fotos Karen BraunLavouras em Illinois - Fotos Karen Braun

O USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) traz no final da tarde de hoje, após o fechamento da sessão em Chicago, seu novo boletim semanal de acompanhamento de safras e os números deverão ainda se mostrar bem atrás do ano passado e da média dos últimos anos. 

As expectativas do mercado indicam que a soja possa estar plantada em algo entre 28% e 30% da área, contra 19% da semana anterior, 77% de 2018 e 62% da média das últimas cinco safras. Para o milho, os traders esperam a semeadura entre 63% e 65%, contra 49% da semana anterior, 92% do ano passado e 91% da média.

Os novos números chegam às 17h (horário de Brasília). 

De acordo com dados do Farm Futures, mais do que o dobro de chuvas esperado para a semana passada chegaram aos EUA, o que manteve o avanço do plantio 2019/20 ainda bastante tímido. Além disso, tais condições já causam também uma expressiva perda de qualidade das lavouras em todo o país. 

Os rendimentos menores já são esperados para o milho em diversos pontos. "O milho está sendo forçado em campos muito úmidos e já com 60% a 80% de seu potencial produtivo", disse ao site internacional um produtor do centro de Minnesota, que vem lutando contra chuvas frequentes e quase 200 mm acumulados desde 26 de abril. 

Leia ainda:

>> Soja sobe com chuvas do fim de semana nos EUA e previsão de mais precipitações

Por: Carla Mendes
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário