Nos EUA, produtores tentam seguir com plantio na lama; área é incerta

Publicado em 06/06/2019 09:54 e atualizado em 06/06/2019 11:04
12087 exibições

LOGO nalogo

"O produtor americano é um crédulo", disse o consultor em agronegócio Ênio Fernandes, da Terra Agronegócios, sobre o atual sentimento dos agricultores em relação à safra 2019/20. Segundo explica, os produtores têm buscado fazer o que podem diante de condições tão adversas como as que estão sendo observadas neste momento. 

Embora as chuvas tenham dado uma ligeira trégua em alguns pontos do Corn Belt nos últimos dias, os campos seguem muito saturados e os produtores tentam dar continuidade - ou como já foi dito em reportagens anteriores do Notícias Agrícolas, pelo menos começar seus trabalhos na lama. 

Veja mais:

>> EUA: Janela de plantio está encerrada para o milho e não há estímulo para migração para a soja

>> EUA: Fotos e vídeos mostram os desafios dos produtores em seguir com a safra 2019/20

Imagens de tratores e implementos atolados nos campos americanos têm, infelizmente, sido bastante frequentes nas redes socias nas últimas semanas. Com isso, o cenário já configura um dos piores atrasos no plantio da história dos Estados Unidos. E tais condições intensificam as incertezas nesse momento, principalmente, sobre a área de plantio desta temporada. 

As imagens abaixo mostram as condições em campos de em Cutler, Indiana, nesta quarta-feira (5). As fotos foram coletadas no Twitter de Dave Bordner. "A lama continua. Encontramos alguns atolados no mesmo campo", diz em sua legenda. 

EUA 1 lama

EUA 1 lama

EUA 1 lama

EUA 1 lamaEUA 1 lamaEUA 1 lama

Na imagem seguinte, também pelo Twitter, Jason Calhoun mostra mais um campo alagado. 

EUA 2 lama

De Monticello, em Iowa, Jason Russell mostra seu campo de milho também com muita umidade. 

EUA 4

A consultoria internacional Informa Economics atualizou suas estimativas para área, produção e produtividade  de soja e milho dos EUA e, com as condições do cereal bem mais graves neste momento, além de já contar com uma janela de semeadura encerrada, seus números já são menores. 

A empresa estima uma área plantada de 34,38 milhões de hectares, contra a última estimativa do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) de 37,56 milhões. Uma atualização dos dados da instituição do governo americano sobre a área será reportada ainda em junho. 

A Informa estima ainda uma produção de 344,32 milhões de toneladas, com produtividade de 182,01 sacas por hectare. No último reporte do USDA, as estimativas foram de 381,78 milhões de toneladas e 184,11 scs/ha, respectivamente.

Leia ainda:

>> Safra de milho dos EUA pode perder até 50 mi de t, calculam especialistas

De soja, a projeção da consultoria é de uma área de 34,44 milhões de hectares, contra o USDA de maio que trouxe 34,24 milhões. Algumas análises ainda sugerem que parte da área que seria inicialmente destinada ao milho poderia migrar para a soja. No entanto, as atuais condições de clima e a janela para o plantio da oleaginosa que começa a se estreitar pode mudar essas perspectivas. 

Na maior parte dos principais estados produtores, o período adequado para a semeadura da oleaginosa se encerra entre 10 e 20 de junho. 

Data plantio soja ARC

Ainda segundo a Informa, a colheita de soja dos EUA deverá ser de 117,38 milhões de toneladas - estimativa consideravelmente maior do que a última do USDA de 112,94 milhões de toneladas - com rendimento de 57,27 sacas por hectare. O departamento americano estima a produtividade, até este momento, de 55,48 scs/ha.  

Por: Carla Mendes
Fonte: Notícias Agrícolas

1 comentário

  • Vilson Ambrozi Chapadinha - MA

    Se fosse eu, e nas mesmas condições, perderia no mínimo 40%, mas como são virtuais as perdas são menores... agora

    1