Tempo: Massa de ar frio vai derrubar temperaturas no Centro-Sul pelo menos até a próxima semana; 4ª feira foi de recordes

Publicado em 06/06/2019 11:16 e atualizado em 06/06/2019 15:46
704 exibições

Imagem de satélite de todo o Brasil nesta quinta-feira (06) - Fonte: Inmet
Imagem de satélite de todo o Brasil nesta quinta-feira (06) - Fonte: Inmet

LOGO nalogo

A grande massa de ar frio de origem polar segue mantendo as temperaturas baixas pelo Centro-Sul do país e deve durar pelo menos até o início da próxima semana, segundo aponta o modelo Cosmo do Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia).

A quarta-feira (05) foi de recorde de frio sobre várias cidades do Centro-Sul. As capitais Curitiba (6,3°C), Rio de Janeiro (15,1°C) e Brasília (13,7°C) bateram duplo recorde de frio para 2019 na madrugada. Outras cidades também tiveram frio.

Porto Alegre (RS), por exemplo, registrou na quarta mínima recorde em 2019 de 10,1°C, Florianópolis (SC) teve 10,9°C e Belo Horizonte (MG) anotou 9,9°C, segundo dados do Inmet levantados pela Climatempo.

Veja o mapa com a previsão de temperatura mínima para até 93 horas (06/06 a 09/06) em todo o Brasil:

Mapa com a previsão de temperatura mínima para até 93 horas (06/06 a 09/06) em todo o Brasil - Fonte: Inmet
Fonte: Inmet

No Sul, inclusive, teve muita névoa e geada ao amanhecer em cidades de Santa Catarina. Segundo levantamento do Centro de Informação de Recursos Ambientais e Hidrometeorologia (Epagri/Ciram), de Santa Catarina, pelo menos duas cidades no estado tiveram mínimas abaixo de zero.

Em Urubici (SC), foi registrado -0,3°C e em São Joaquim (SC) -0,5°C na quarta-feira. A Climatempo não descarta novos recordes de frio ao longo da semana, especialmente em áreas das regiões Sul e Sudeste.

"O dia amanheceu gelado e temperaturas próximas de 0°C foram registradas na madrugada de hoje nos três estados do Sul e até negativas na serra de Santa Catarina", destacou a Climatempo sobre as baixas temperaturas na quarta.

Nesta quinta-feira, o frio deve seguir sobre a maior parte do Centro-Sul e ao longo da semana o tempo fica mais quente. O modelo Cosmo do Inmet aponta que a próxima semana já deve começar bem mais quente nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste.

"O ar frio polar continua sobre o Sul, Sudeste e o Centro-Oeste nesta quinta-feira, 6 de junho, e a madrugada ainda será fria. A tendência para o fim de semana é de aquecimento, com tardes relativamente quentes, mas madrugadas ainda amenas", disse a Climatempo.

Nas primeiras horas desta quinta-feira, segundo dados do Inmet, as cinco menores temperaturas em todo o país estavam localizadas sobre o Centro-Sul. São elas: São Lourenço (MG): 7,2°C, Bom Jesus (RS): 7,8°C, Jataí (GO): 7,9°C, Machado (MG): 8°C e Lagoa Vermelha (RS): 9,2°C.

Enquanto o frio segue dando as caras no Centro-Sul, as chuvas ficam escassas sobre a maior parte do país. Nos próximos sete dias, segundo o mapa de precipitação acumulada do Inmet, as precipitações mais volumosas devem ocorrer no Norte e litoral do Nordeste.

Veja o mapa com a previsão de precipitação acumulada para os próximos sete dias:

Mapa com a previsão de precipitação acumulada para os próximos sete dias - Fonte: Inmet
Fonte: Inmet

A região Sul até chegou a receber chuvas nos últimos dias, impactando a colheita do milho safrinha no Paraná. Na região de Cascavel (PR), por exemplo, os últimos 15 dias de trabalhos no campo foram impactados. Os produtores agora retomam os trabalhos.

Veja mais:
» Chuva atrapalha início da colheita do milho em Cascavel/PR, mas produtividade deve ser maior do que ano passado

Ainda nesta quinta-feira, segundo o Inmet, há alerta de acumulado de chuvas em áreas de Amazonas, Bahia, Roraima e Sergipe.

Previsão estendida de chuvas para o Brasil

De acordo com o mapa de previsão estendida do centro de previsão da Administração Oceânica e Atmosférica Nacional (NOAA, na sigla em inglês), no período de 06 até 14 de junho, as chuvas mais volumosas caem sobre áreas da faixa Norte do país, mas também voltam ao Sul.

De 14 de junho até 22 de junho, as precipitações mais volumosas voltam a se concentrar sobre áreas ao extremo Norte e também seguem sobre áreas da região Sul e partes do Sudeste, ainda que de forma isolada e em baixos volumes. A maior parte do país tem tempo firme.

Veja o mapa com a tendência de precipitação acumulada para o período de 06 até 22 de junho:

Mapa com a tendência de precipitação acumulada para o período de 06 até 22 de junho - Fonte: National Centers for Environmental Prediction/NOAA
Fonte: National Centers for Environmental Prediction/NOAA

Algodão em Tocantins. Envio de Mauro Adriano
Algodão em Tocantins. Envio de Mauro Adriano

Colheita milho safrinha MG580PW em Balsas (MA). Envio de Otávio Martins Neto
Colheita milho safrinha MG580PW em Balsas (MA). Envio de Otávio Martins Neto

Milho safrinha em Pato Branco (PR). Envio do Técnico Jonatan Tayllel Soares.
Milho safrinha em Pato Branco (PR). Envio do Técnico Jonatan Tayllel Soares.

Dia de Campo de milho safrinha em Nova Aurora (PR). Envio do Técnico Agrícola da Copacol, David Clemente.
Dia de Campo de milho safrinha em Nova Aurora (PR). Envio do Técnico Agrícola da Copacol, David Clemente.

Envie sua foto ou vídeo! Fale com a gente pelo WhatsApp (19) 99767-0241

» Clique e veja mais informações na página de Clima e acompanhe cinco satélites em tempo real

Por: Jhonatas Simião
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário