Tempo: Massa de ar frio perde força, mas Sul e Sudeste ainda terão baixas temperaturas nesta 5ª feira

Publicado em 15/08/2019 10:43 e atualizado em 16/08/2019 09:49
358 exibições

Imagem de satélite nesta quinta-feira (15) em todo o Brasil - Fonte: Inmet
Imagem de satélite nesta quinta-feira (15) em todo o Brasil - Fonte: Inmet

LOGO nalogo

A massa de ar frio que derrubou as temperaturas pelo Centro-Sul do Brasil nos últimos dias já começa a perder forças. Seu ponto central, mais gelado, está sobre o Sul. Apesar de mais fraco, o sistema segue impactando e propiciando baixas temperaturas em áreas no Sul e Sudeste do Brasil.

"Por causa do frio intenso, a geada volta a se formar em muitas áreas do centro-sul e leste do Paraná, em todo o interior de Santa Catarina e no centro-norte do Rio Grande do Sul" destaca a Climatempo. Nas capitais, não se descarta geada em Curitiba e Grande Florianópolis.

Veja o mapa com a previsão de temperatura mínima para até 93 horas (15/08 a 18/08) em todo o Brasil:

Mapa com a previsão de temperatura mínima para até 93 horas (15/08 a 18/08) em todo o Brasil - Fonte: Inmet
Fonte: Inmet

O Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia) emitiu alerta para esta quinta-feira (15) em áreas do Sudeste, onde o frio também chega. O aviso vale para áreas dos estados de Espírito Santo, Minas Gerais e Rio de Janeiro.

Veja o mapa das áreas com alertas em todo o Brasil nesta 5ª feira:

Mapa das áreas com alertas em todo o Brasil nesta 5ª feira - Fonte: Inmet
Fonte: Inmet

Diante desse frio, a pergunta que todos se fazem é quando a massa de ar frio perderá forças e ajudará na elevação das temperaturas no Centro-Sul do país. A Climatempo destaca que nesta sexta-feira (16) já deve ter uma grande elevação das mínimas.

O dia pode até amanhecer com nevoeiros no Sul, mas as temperaturas sobem ao longo do dia. A novidade é que uma frente fria deve retornar no final de semana ao Sul e pode causar chuvas em áreas do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina.

Dados do Inmet mostram que as temperaturas já se elevaram no Sul do país nesta quinta-feira. Ontem (14), as menores mínimas em todo o país foram em São Joaquim (SC): -5,3°C, Bom Jardim da Serra (SC): - 4,3°C, São José dos Ausentes (RS): -4°C, Vacaria (RS): -3,4°C e Bom Jesus (RS): -3°C.

Veja registros de geada e chuva congelada na terça-feira pelo Brasil:

Geada em São Joaquim (SC) - Foto: Mycchel Legnaghi | Reprodução redes sociais Árvores com gelo em São Joaquim (SC) - Foto: Mycchel Legnaghi | Reprodução redes sociais Geada em Caxias do Sul (RS) - Foto: Cláudia Alessi | Reprodução redes sociaisChuva congelada em Urupema (SC) - Foto: Marleno Muniz Farias / Prefeitura de Urupema Água congelada em Bom Jesus, na Serra gaúcha - Foto: Artur Michelon Junior | Reprodução redes sociais Geada na lavoura de trigo em Tapera (RS). Envio de André WagnerGeada em Alto Paraguaçu em Itaiópolis (SC). Envio de Paulo Marcelo Adamek Geada em Alto Paraguaçu em Itaiópolis (SC). Envio de Paulo Marcelo Adamek

Em entrevista ao Notícias Agrícolas, Francisco de Assis Diniz, chefe do Centro de Análise e Previsão do Tempo do Inmet sobre a Previsão do Tempo, disse que a temperatura poderia cair até 16ºC em algumas áreas do Sul e Sudeste nos próximos dias. Foi confirmado que a quarta seria o dia mais frio.

"O pico será entre a quarta-feira e quinta-feira dependendo da localidade, sendo que na parte norte e centro do Brasil serão mais intenso na quarta-feira e na quinta-feira será mais intenso em Minas Gerais, Rio de Janeiro e Espírito Santo", disse Diniz sobre a onda dos últimos dias.

Veja o mapa com a precipitação acumulada nos próximos sete dias em todo o Brasil:

Mapa com a precipitação acumulada nos próximos sete dias em todo o Brasil - Fonte: Inmet
Fonte: Inmet

Como a chuva pode voltar ao Sul nos próximos dias com o avanço de uma frente fria, o modelo Cosmo mostra que nos próximos sete dias as chuvas volumosas caem mais sobre a região Norte do país e volumes fracos a moderados se acumulam no Sul e partes do Nordeste.

Ainda nesta quinta-feira, segundo o Inmet, há alerta de acumulado de chuva em Amazonas, Bahia, Pará e Roraima. Tem friagem no Acre e ventos costeiros na Bahia. A baixa umidade é prevista no Maranhão e Pará.

Previsão estendida de chuvas para o Brasil

De acordo com o mapa de previsão estendida do centro de previsão da Administração Oceânica e Atmosférica Nacional (NOAA, na sigla em inglês), no período de 15 até 23 de agosto, as chuvas mais volumosas caem sobre as extremidades do país. Na maior parte da região Norte, partes do Nordeste, Sul e Sudeste, os volumes serão fracos a moderados.

De 23 até 31 de agosto, a tendência segue a mesma do mapa anterior, mas com chuvas mais volumosas sobre a região Norte do país. Em partes do Sul, Sudeste e Centro-Oeste, as chuvas ficam mais abrangentes e moderadas no período.

Veja o mapa com a tendência de precipitação acumulada para o período de 15 até 31 de agosto:

Mapa com a tendência de precipitação acumulada para o período de 15 até 31 de agosto - Fonte: National Centers for Environmental Prediction/NOAA
Fonte: National Centers for Environmental Prediction/NOAA

Mato Dentro em Artur Nogueira (SP). Envio de Vera Olivi
Mato Dentro em Artur Nogueira (SP). Envio de Vera Olivi

Mato Dentro em Artur Nogueira (SP). Envio de Vera Olivi
Mato Dentro em Artur Nogueira (SP). Envio de Vera Olivi

Trigo em Santiago (RS). Envio de Angelica Marian
Trigo em Santiago (RS). Envio de Angelica Marian

Geada na lavoura de trigo em Tapera (RS). Envio de André Wagner
Geada na lavoura de trigo em Tapera (RS). Envio de André Wagner

Clique e envie sua foto ou vídeo e apareça aqui no Notícias Agrícolas! Fale com a gente através do WhatsApp (19) 99767-0241, direct no Instagram@noticiasagricolas e@jornalistadotempo ou use as hashtags#jornalistadotempo ou#imangensdodia

» Clique e veja mais informações na página de Clima e acompanhe cinco satélites em tempo real

Por: Jhonatas Simião | Instagram @jornalistadotempo
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário