Bahia e Piauí podem ter período de estiagem nos próximos 10 dias; condição pode afetar produtividade da soja 2019/20

Publicado em 10/12/2019 08:50 e atualizado em 10/12/2019 09:27
3623 exibições

LOGO nalogo

As previsões indicam que os próximos 10 dias serão de tempo mais seco e quente para toda a região do Matopiba. Segundo dados da Oráculo Meteorologia, neste período, as chuvas passam a acontecer com mais frequência no Centro-Sul do Brasil.

"Mesmo com previsão de chuvas na terceira semana deste mês (do dia 19 ao 23), o padrão será isolado beneficiando mais os estados do Tocantins e do Maranhão com muita irregularidade para o oeste da Bahia e o sul do Piauí", afirma o meteorologista Tiago Robles.

As mudanças acontecem porque em anos de neutralidade do El Niño outros fatores acabam influenciando diretamente no comportamento na América do Sul, que oscilam diariamente. Segundo Tiago, um dos fatores para mudança é a Oscilação Antártica (AAO), que em 2019 vem sofrendo a influência do Aquecimento Estratosférico sobre a Antártica, mantém os índices negativos e acaba favorecendo o aumento das chuvas no Centro-Sul e também em parte do Centro-Norte do país.

"Para os próximos dias, a AAO passa a ter uma tendência positiva, o que força a atuação dos sistemas precipitantes mais para sul e, assim, acaba proporcionando a diminuição das chuvas no Matopiba. Como a AAO se mantém ligeiramente negativa, as chuvas ainda ocorrem em boa parte do Centro-Oeste e do Sudeste", explica o meteorologista.

Os dados indicam que na região do Matopiba o período de irregularidade será mais agravante no oeste da Bahia e no Piauí, podendo configurar uma estiagem de mais de 15 dias. Tiago destaca que as condições são preocupantes porque podem trazer prejuízos para o produtor que já fez o plantio da soja 19/20, tendo em vista que a falta de chuva aliada às altas temperaturas trazem condições ruins para o desenvolvimento e, consequentemente, para a perda de produtividade.

 "É uma condição preocupante. Como neste ano as queimadas foram intensas, em decorrência de uma primavera seca e quente, o solo perdeu a sua proteção, a palhada, e um período de 15 dias sem chuvas pode diminui muito a disponibilidade de água do solo que está entre 20 a 30% no Piauí e em parte do Maranhão", afirma Tiago.

Já o oeste da Bahia, mesmo com uma disponibilidade maior de água no solo (entre 40 e 60%), segundo o meteorologista, o impacto também pode ser negativo na região. A situação no Tocantins, é mais confortável quando comparada com os outros estados e os impactos negativos tendem a acontecer de forma mais pontual.

Mapas da Oráculo Meteorologia indicam que no período entre 14 e 18 de dezembro, os volumes de chuvas ficarão mais baixos inclusive no Tocantins, onde são previstas chuvas apenas na região norte do estado, com até 30 milímetros de precipitação. 

No Maranhão, há previsão de chuvas em todo o estado, ficando os volumes mais expressivos para a região oeste, com precipitação entre 30 e 50 milímetros. Durante este período, os mapas não indicam chuvas expressivas para a Bahia e Piauí.

Já no período entre 19 e 23 de dezembro, as condições mudam um pouco e passa a chover de maneira mais significativa em todo o Tocantins e Maranhão, com acumulados previstos entre 50 e 100 milímetros. Neste período, deve voltar a chover no oeste da Bahia e Piauí, mas ainda em volumes baixos, entre 20 e 30 milímetros de precipitação. 

Veja o mapa de previsão de precipitação dividido em três períodos na região do Matopiba: 

Matopiba 3 períodos - Oráculo
Fonte: Oráculo Meteorologia

Chuvas continuam no Centro-Oeste e Sudeste do país

A massa de ar quente e úmido continua predominante, dando condições de chuvas para as regiões Centro-Oeste e Sudeste do Brasil. 

O modelo Cosmo do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) indica que os volumes continuam mais expressivos no Mato Grosso, onde são esperadas chuvas de até 60 milímetros de precipitação na região central do estado. Ainda no Centro-Oeste, as previsões indicam chuva para todo o estado de Goiás, com volumes entre 20 e 30 milímetros. As mesmas condições são previstas para o Mato Grosso do Sul. 

No Sudeste, o destaque continua para Minas Gerais, sobretudo na região sul do estado. Os mapas indicam previsão de precipitação entre 30 e 40 milímetros em todo o estado, podendo ser registrados pontos entre 60 e 70 mm em alguns pontos da região sul. Não há previsão de chuvas para o norte de Minas Gerais, onde uma passa de ar seco segue predominante na região. 

Também são esperadas chuvas em todo o estado de São Paulo nas próximas 24 horas. Os volumes mais expressivos devem ser registrados na região norte, com precipitação entre 20 e 30 milímetros. Nas demais áreas as chuvas tendem a ficar com volumes baixos. 

Veja o mapa de previsão de precipitação para as próximas 93 horas em todo o Brasil:

93 horas - Inmet
Fonte: Inmet 

Últimas 24 horas

Nas últimas 24 horas os volumes mais significativos de chuvas foram registrados no Paraná, Mato Grosso do Sul, Goiás, Tocantins e parte do Nordeste. 

Segundo dados do Inmet, no Paraná a chuva atingiu quase todo o estado, com precipitação entre 20 e 30 milímetros. Também foram registradas chuvas em Santa Catarina, com até 15 mm de precipitação. 

No Mato Grosso do Sul choveu em todo o estado, ficando os volumes mais expressivos para as regiões sul e centro do estado. Em Goiás, também choveu em todo o estado, com precipitação de 30 milímetros em alguns pontos. 

No Tocantins, as chuvas atingiram de maneira mais expressivas a região central, com volumes entre 20 e 30 milímetros de precipitação. Já no Nordeste, as chuvas atingiram a parte oeste da região, com 30 mm de acumulados em alguns pontos. 

Veja o mapa de precipitação das últimas 24 horas em todo o Brasil: 

24 horas - Inmet
Fonte: Inmet

Yuri Rosset em Guaíra (PR). Envio de Carla Rosset
Yuri Rosset em Guaíra (PR). Envio de Carla Rosset​

Soja em formação de grãos em Nova Aurora (PR). Envio de Carlos Ribeiro
Soja em formação de grãos em Nova Aurora (PR). Envio de Carlos Ribeiro

Dia de campo sobre integração lavoura pecuária em São Miguel das Missões (RS). Envio de Amaurel Sonego.
Dia de campo sobre integração lavoura pecuária em São Miguel das Missões (RS). Envio de Amaurel Sonego

Miguel de Lima Dalben em Santa Lúcia (PR). Envio de Cleiton Lima
Miguel de Lima Dalben em Santa Lúcia (PR). Envio de Cleiton Lima​

 

Soja no Espigão Alto do Iguaçu (PR). Envio de Rodrigo Leandro Guzzo
Soja no Espigão Alto do Iguaçu (PR). Envio de Rodrigo Leandro Guzzo


Clique e envie sua foto ou vídeo e apareça aqui no Notícias Agrícolas! Fale com a gente através do
WhatsApp (19) 99767-0241, direct no Instagram @noticiasagricolasou use a hashtag #imangensdodia

Por:
Virgínia Alves
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário