Código Florestal volta à pauta da bancada rural para últimos ajustes antes da votação

Publicado em 16/02/2012 06:19 671 exibições
Os deputados federais da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA) retomaram as articulações para, afirma o vice-presidente da entidade, Homero Pereira (PSD-MT), modificar os pontos apontados como desfavoráveis à agricultura brasileira. O texto do novo Código Florestal foi aprovado no Senado no fim do ano passado, e deve ser apreciado novamente na Câmara nos dias seis e sete de Março.
“Nosso objetivo é uniformizar os discursos e encontrar um equilíbrio entre os opositores os defensores das mudanças promovidas pelos senadores”, salienta. Nesta quarta-feira (15.02), os deputados ouviram o pesquisador da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Evaristo Miranda, sobre o impacto das alterações da proposta no campo. E, à tarde, reuniram-se com o ministro da Agricultura, Mendes Ribeiro do qual solicitaram empenho na defesa do setor dentro do Governo.
O Senado manteve 269 (66%) dos itens do texto aprovado na Câmara em primeiro turno. Alterou a redação de 102 pontos (25%) e suprimiu outros 36 (9%). Os senadores inseriram 200 novos itens (35%) do texto aprovado naquela Casa.

Para o pesquisador alguns pontos podem causar sérios problemas aos produtores rurais como: impossibilidade de expansão atividades em áreas consolidadas, a exigência de recomposição, moratória até do desmatamento legal e custos e prazos da regularização ambiental.
Fonte:
AI Dep. Homero Pereira

0 comentário