Feijão: Comprou por nota 8, mas pode ser 8,5. Quem avaliará?

Publicado em 01/03/2019 15:30
318 exibições
Em plena era da comunicação ultrarrápida, ainda há pessoas alheias à realidade do mercado de Feijão-carioca que acabam sucumbindo a momentos de calmaria. Vendas registradas ontem, com diferenças grandes, demostram que ainda temos um caminho longo pela frente para vencer a desinformação. Não é demérito do comprador que acaba localizando um negócio a preços mais baixos. Porém, a desinformação ocorre em informações que são somente em parte verdade. Um Feijão que tem nota 8,5, porém tem, ao passar pela peneira, uma quantidade no “fundo” superior que outro pode representar grande diferença de preço. Apesar de existir o colorímetro, a cor é subjetiva. O comprador pode dizer que é 8, mas o vendedor acha que é 8,5. A subjetividade implica em um descompasso entre as versões da mesma venda. Perspectivas diferentes fazem uma grande diferença que, somada ou não ao que está ocorrendo no mercado naquele dia, pode significar perda ou ganho significativo.
Fonte IBRAFE

Nenhum comentário