Feijão: Consumidor menos assustado, por Ibrafe

Publicado em 08/03/2019 08:15
372 exibições

Após o Carnaval, diversos sites e demais mídias repercutiram com mais intensidade o impacto nos índices de inflação da alta do Feijão, principalmente do Feijão-carioca. Nem poderia ser diferente, porém o que se vê em relação a 2016, quando ocorreu um período de grande valorização também, é que o memes na Internet estão mais raros.

A opinião pública somente se expressa quando provocada por algum jornalista. Até agora não houve reação espontânea nas mídias sociais que, quando ocorrem, não deixam de ser uma forma de protesto.

Qual seria a razão? 

Talvez o fato que aos poucos as pessoas estejam entendendo que não há o que fazer, a não ser consumir variedades que tenham preço abaixo do Feijão-carioca ou, ainda, esperar, pois em breve virá a nova safra. 

Diversos estados tem já encerrado o plantio da segunda safra. Segundo os meteorologistas, a Região Sul terá menos chuvas na segunda metade do mês de março, quando comparado com fevereiro. 

Ontem, poucos negócios ocorreram ao redor de R$ 340 em Minas Gerais, nota 8,5, e em Goiás R$ 320/330, que foi onde mais ocorreram vendas.

Fonte: IBRAFE

Nenhum comentário