Feijão: Áreas de sequeiro na Bahia com baixa produtividade

Publicado em 15/08/2019 15:30
267 exibições
Apenas na sequência depois do pico da safra de Minas Gerais haverá o pico da safra do Mato Grosso. Não mais do que 30.000 hectares. Lembrando que os produtores daquele estado também plantaram Feijões que permitem a armazenagem. Assim, administrando as informações, há possibilidade de manter a estabilidade das cotações. A Bahia, é bom lembrar, terá na região de sequeiro lavouras com produtividade extremamente baixa. Não há a aplicação de tecnologias que permitam produtividades acima de 20 sacas por hectare, e olhe lá. 
Produtores com Feijões exportáveis estão aproveitando, por exemplo, Feijões Bico-de-Ouro do oeste da Bahia e estão escoando para o exterior. Quem tem contrato já conseguiu escoar. Veja abaixo os negócios reportados ontem.
Fonte: IBRAFE

0 comentário