Auxílio do governo tem contribuído para a demanda do feijão, por Ibrafe

Publicado em 09/10/2020 09:25 75 exibições

Quais as alternativas para o brasileiro, na hipótese de deixar de consumir Feijão? Segundo nutricionistas ouvidas no mês passado pelo jornal R7 Economize, os substitutos são, pela ordem, lentilha, ervilha e Feijões de todas as cores. Isso não faz sentido. Com lentilha acima de R$ 20 por quilo e ervilha acima de R$ 10 o quilo e os demais Feijões com preços acima do Feijão-carioca e do Feijão-preto, o consumidor pode aumentar a água na panela.

Portanto, cabe observar o que tem ocorrido, lá nos supermercados, neste final de setembro e início de outubro. É interessante que o varejo está fazendo promoções-relâmpago que começam ao meio dia e terminam às 21 horas para atrair o consumidor.

E produtos com preço alto e que estão na mídia são os mais visados, pois têm um maior apelo junto ao consumidor. Por sua vez, há poucos consumidores nas lojas desde meados do mês passado. Aliás, uma nova característica de uma parte dos consumidores é gastar o mínimo tempo possível dentro do supermercado.

E, quando lá dentro, vão direto à prateleira pegar o que querem. Quem está com as vendas complicadas é tudo aquilo que alguém pode avaliar como supérfluo… Até mesmo o fato de que os adultos evitam levar crianças, mais do que nunca fica ainda mais fácil resistir às tentações, aos produtos menos importantes. 

Enquanto outra parte da população, mais privilegiada, continua comprando pela internet. Nas duas alternativas, o primeiro alvo são os alimentos básicos. Portanto, com respeito ao Feijão, a partir do momento que o salário ou a ajuda do governo aparece, o produto está na lista.

Fonte:
Ibrafe

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário