Produtores vão a Brasília e o mercado do feijão segue agitado, por Ibrafe

Publicado em 14/05/2021 08:39 205 exibições

Os produtores esperam fazer tremer Brasília neste dia 15 de maio. De todos os solos de produção, produtores confirmam presença na manifestação de apoio ao atual presidente. Do ponto de vista do Ministério da Agricultura, realmente não há o que reclamar, o apoio tem vindo ao agro de maneira geral. Raramente se viu um movimento aparentemente tão grande de apoio a um governo como este que ocorrerá agora. Mas algumas faixas não fariam mal, pedindo apoio ao plantio de Feijões.

O Brasil terá que importar Feijão-preto da Argentina, de quem importamos o ano passado 51 milhões de dólares, ou 65 mil toneladas, algo como  45,4% do total exportado de Feijão-preto da Argentina. Feijões vermelhos e Cranberry provavelmente teremos que importar mais também. Só para registro, não se pode negar que o motivo disso não é somente a estiagem, mas o desânimo dos produtores diante da atratividade do milho nesta segunda safra. Precisamos de ajuda do governo, não para ele atuar no mercado de Feijão, mas, sim, na sua organização. O produtor precisa de garantias de liquidez que começam a ocorrer com contratos. Porém ainda tem muito que amadurecer e o governo pode apressar isso.

Fonte:
Ibrafe

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário