Diarreia Suína: Suinocultores gaúchos definem estratégia para se proteger da enfermidade

Publicado em 03/06/2014 15:25 326 exibições

O Encontro Técnico sobre Diarreia Suína Epidêmica, que acontece em Lajeado (RS), na próxima quinta-feira (5), vai reunir especialistas para definir recomendações sobre biossegurança, para evitar a entrada da doença no país. O objetivo do encontro é levar ao corpo técnico de indústrias, serviço oficial, cooperativas e produtores em geral, informações sobre cuidados sanitários, levando em conta especialmente o aumento de visitantes de outros países ao Brasil na época da Copa do Mundo.

A Diarreia Suína Epidêmica (PED, sigla em inglês) já provocou, em um ano, a morte de mais de seis milhões de suínos nos Estados Unidos. Um dos painéis do encontro estará a cargo do médico-veterinário sanitarista Luciano Brandalise, que acompanhou de perto a situação dos produtores norte-americanos. Brandalise afirma que a situação é preocupante. “Quando escutei a notícia pela primeira vez sobre os surtos de PED não acreditava que fosse tão impactante. Só estando nas granjas, conversando com as pessoas, foi possível perceber o tamanho do problema”. A solução é a prevenção baseada em cuidados rigorosos na sanidade. “A doença causa mortalidade em 100% dos leitões nas primeiras semanas de vida. Não existe tratamento, biosseguridade é o que devemos praticar”.

O presidente do Fundo de Desenvolvimento e Defesa Sanitária Animal (Fundesa), Rogério Kerber, afirma que é importante padronizar ações e fomentar o controle rigoroso na entrada de pessoas em indústrias e propriedades, especialmente na época da Copa do Mundo, em que haverá intensa movimentação de estrangeiros no país. “No encontro queremos que produtores, veterinários e lideranças tenham a compreensão de que a sanidade é responsabilidade de todos”, afirma Kerber.

O encontro será realizado na Associação Comercial e Industrial de Lajeado (Acil), das 13h30min às 17h30min e vai contar com a presença de especialistas em biossegurança na produção e industrialização de suínos (veja a programação abaixo).

O encontro técnico "Biossegurança na Copa" conta com o apoio da Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Secretaria da Agricultura, Pecuária e Agronegócio (Seapa), Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), Associação Brasileira dos Criadores de Suínos (ABCS), Fundesa, Associação de Criadores de Suínos do Rio Grande do Sul (Acsurs), Sindicato das Indústrias de Produtos Suínos do Estado do Rio Grande do Sul (SIPS), Associação Brasileira de Veterinários Especialistas em Suínos (Abraves) e Conselho Regional de Medicina Veterinaria do Rio Grande do Sul (CRMV-RS).
 
           
            Programação
            13:30 – 13:45
 
            Abertura – razões do encontro – Coordenador e Presidentes: COMITÊ, CTOS e AMVET
 
            13:45 – 14:30
 
            Recomendações de biossegurança para evitar a PEDv
 
            Palestrante: Me. Nelson Morés, pesquisador da Embrapa Suínos e Aves
 
            Coordenador: Diretor Presidente da Associação dos Médicos Veterinários do Vale do Taquari, FFA – Méd. Vet. Germano Musskopf
 
            14:35 – 15:20
 
            Etiologia, transmissão e riscos para a suinocultura brasileira
 
            Palestrante: Dr. Ricardo Yuiti Nagae, Méd. Vet. coordenador corporativo de sanidade de suínos da JBS
 
            Coordenador: Presidente Comitê Estadual Sanidade Suína, Méd. Vet. Marcio da Silva Lobo
 
            Intervalo: 15:20 – 15:40
 
            15:40 – 16:25
 
            Relato da Situação da PEDv nos Estados Unidos
 
            Palestrante: Méd. Vet. Luciano Brandalise – Sanitarista da BRF
 
            Coordenador: Presidente Conselho Técnico Operacional Suinocultura do Fundesa, Méd. Vet. Antonio Augusto Medeiros
 
            16:30 - 17:30
 
            Perguntas e encaminhamentos
 
            Local: Auditório ACIL – Associação Comercial e Industrial de Lajeado, Rua Silva Jardim, nº 96 – Centro – Lajeado.

Tags:
Fonte:
ACSURS

0 comentário