Suíno Vivo: Semana encerra positiva em SC e estável para SP e MG

Publicado em 21/03/2015 12:01 70 exibições

Nesta sexta-feira (20), os preços para o suíno vivo se mantiveram estáveis. Apesar do dia de estabilidade, a semana foi de movimentação nas cotações de suínos, em que algumas regiões o cenário foi de alta, como em Santa Catarina e de baixa em outras regiões, como no Rio Grande do Sul. 

O cenário se deve uma diminuição típica da segunda quinzena do ano, mas que deve ter recuperação nas próximas semanas. Segundo analista da Safras & Mercados, Allan Hedler, o cenário é favorável visto a aproximação de estações de clima mais ameno, que incentivam o consumo. Além disso, caso a carne bovina siga em valorização, poderá ter uma migração para carnes concorrentes, como a suína e a de frango. 

Em levantamento realizado pelo Notícias Agrícolas, a praça com maior valorização na semana foi Santa Catarina, que subiu 4,55%. Minas Gerais e São Paulo mantiveram suas referências em estabilidade. Já no Rio Grande do Sul a queda 0,58 %, trouxe redução de R$ 0,02 nas cotações do estado. Veja na tabela abaixo: 

 

Semana Suíno Vivo -  16/03 a 20/03

A boa notícia é que o poder de compra do produtor brasileiro frente ao milho aumentou, segundo informações do Cepea publicadas pelo site Suinocultura Industrial. No levantamento de março, o produtor consegue adquirir 7,48/kg por cada quilo de suíno vivo, número superior em 24,4% ao ano anterior. No mesmo período de 2014, os preços da carne estavam mais desvalorizadas, enquanto os preços do milho estavam em alta.

Já o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) atualizou os números de abates do último trimestre de 2014 nesta quinta-feira (19). Os dados apontam para o crescimento de 5,3% em relação ao mesmo período de 2013 e queda de 1,6% comparado ao trimestre anterior. A região sul manteve o maior número de abates no período, seguida pela região sudeste e centro-oeste.

Exportações

Nesta semana, o  Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) divulgou os números de exportações da segunda semana de fevereiro (10 dias úteis). No acumulado do mês, foram embarcados cerca de 12,5 mil toneladas, com uma média diária de 1,3 mil toneladas. Em receita, os números apontam para US$ 31,8 milhões.Segundo informações da Safras & Mercados, os números são superiores ao mês anterior, mas ainda tem seguido um ritmo lento, mesmo com a valorização do dólar, que torna mais favorável para a venda externa.

Por outro lado, a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), confirmou a efetivação da abertura de mercado pelo Paquistão ao mercado brasileiro.O país divulgou o certificado sanitário internacional (CSI), que regula as condições de compras. A ABPA acredita no crescimento de compras por parte do Paquistão, embora não haja previsão de impacto que poderá trazer aos embarques. 

Confira como ficaram os preços nas principais praças nesta sexta-feira (20): 

Estado Preço Máximo (R$/kg vivo) Variação (%)
Ver histórico
Santa Catarina 3,45 0,00
Paraná 3,31 0,00
Rio Grande do Sul 3,40 0,00
São Paulo 3,78 0,00
Mato Grosso 2,90 0,00
Goias 3,75 0,00
Minas Gerais 3,75 0,00
BRF/SC* 3,00 0,00
Aurora/SC* 3,10 0,00
Pamplona/SC* 3,00 0,00
Tags:
Por:
Sandy Quintans // André Lopes
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário