Frango Vivo: Semana encerra com valorização de preços em SC e PR

Publicado em 23/10/2015 17:26

Nesta sexta-feira (23), os preços para o frango vivo ficaram estáveis nas principais praças de comercialização. Nesta semana, algumas regiões apresentaram leves altas de preços, mesmo com a segunda quinzena do mês. Segundo analista da Safras & Mercado, Fernando Henrique Iglesias, nos próximos dias podem haver novos reajustes, impulsionados pela demanda aquecida no cenário externo e pelos altos custos de produção.

Levantamento realizado pelo economista do Notícias Agrícolas, André Lopes, apontam para duas altas na semana. Em Cascavel, no Paraná, os preços subiram 0,87% e fechou negociado a R$ 2,31/kg. Em Sul Catarinense a alta registrada foi de 1,47% com, para R$ 2,07/kg. 

No início da semana, os preços médios para os estados do Paraná e Santa Cantarina apresentaram valorização. Na praça paranaense, o valor médio pago aos avicultores independentes passou de R$ 2,50/kg para R$ 2,52/kg. Em Santa Catarina, a alta foi de 0,48%, com o vivo sendo negociado a R$ 2,09/kg. Já em São Paulo e Minas Gerais, a semana foi de estabilidade de preços – em R$ 3,00/kg e R$ 3,20/kg respectivamente.

Segundo boletim do Cepea, esta melhora nos preços para o vivo é resultado de uma demanda aquecida no mercado doméstico. Já Fernando Henrique Iglesias aponta que o bom desempenho das exportações também é um fator positivo e que pode trazer mais altas de preços, visto que reduz a disponibilidade da proteína.

Com isso, o poder de compra dos avicultores apresentou uma melhora, apesar de estar abaixo do ano passado. De acordo com dados do Cepea, os preços firme para o vivo e a desvalorização de insumos como farelo de soja e milho – que vinham em constante valorização nas últimas semanas – resultou nesta melhora.

Custos de Produção

Os custos de produção também são um fator que deve proporcionar novos reajustes positivos para os avicultores, por existir a necessidade de ajustes nas margens. Segundo dados da Embrapa Suínos e Aves, ICPFrango/Embrapa de setembro foi a 191,97 pontos, recorde histórico do índice.

» Embrapa: índices de custos de produção de suínos e frangos de corte são recorde em setembro

O resultado é superior em 7,11% em comparação com agosto, enquanto no acumulado do ano a alta foi de 9,52%. Dentre os principais fatores que proporcionaram o aumento nos custos de produção, a nutrição é a principal, com acréscimo de 7,20% em comparação com dados do mês passado. 

Embrapa Suínos e Aves - Frango

Embrapa Suínos e Aves - Frango

Exportações

O Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) divulgou na última segunda-feira (19) números de embarques de carne de frango in natura até a terceira semana de outubro. Em volume, as exportações chegam a 151,9 mil toneladas, com média diária 13,8 mil toneladas. Em receita, a soma chega a US$ 230,6 milhões, em que a tonelada é negociada a US$ 1.518,2. 

» Acesse as cotações na íntegra para o frango vivo

Tags:
Por:
Sandy Quintans // André Lopes
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário