Exportações de carne suína seguem em alta

Publicado em 10/08/2016 09:51
99 exibições
O cenário econômico na suinocultura mostra que, mesmo em tempos de crise, há espaço para crescer

As exportações de carne suína, segundo o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), cresceram mais de 55% nos seis primeiros meses deste ano ante igual período de 2015. O índice mantém tendência de alta já verificada em 2015, quando o país despachou cerca de 550 mil toneladas para o exterior contra 505 mil em 2014, um crescimento de 14%.

A Rússia e a China permanecem sendo os principais compradores, concentrando aproximadamente 70% do destino das exportações brasileiras. Pelos próximos três anos, os dois países devem permanecer como os mercados que continuarão recebendo a carne suína brasileira, de acordo com Edmar Gervásio, analista da cadeia de suinocultura do Deral (Departamento de Economia Rural), vinculado à Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Paraná.

As exportações devem se manter atraentes em razão do câmbio favorável. “O que estamos observando é que tão cedo a cotação do dólar não deve voltar ao patamar de R$ 2,50. Hoje, como a moeda americana continua sendo cotada a mais de R$ 3, ainda é vantajoso exportar”, afirma Gervásio.

Leia a notícia na íntegra no site Gazeta do Povo

Fonte: Gazeta do Povo

Nenhum comentário