Preços dos suínos em queda neste início de ano

Publicado em 13/01/2017 16:49 e atualizado em 13/01/2017 21:29
154 exibições

2017 com apenas duas semanas, já apresenta cenário de dificuldade aos suinocultores brasileiros. Pelo segundo fechamento, os preços recuaram em praticamente todas as praças de comercialização.

De acordo com boletim semanal do Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada), nem mesmo o enxugamento da oferta dá sustentação às cotações neste início de janeiro.

"Os frigoríficos têm pressionado os valores pagos ao produtor independente, alegando dificuldade de venda da carne", declara a publicação.

A bolsa de suínos de Santa Catarina, conforme apurou o levantamento semanal de preços realizado pelo economista do Notícias Agrícolas, André Lopes, registrou a segunda queda do mês, sendo fechada a R$ 3,80 pelo quilo do suíno vivo – uma diminuição de R$ 0,20 em relação ao preço de referência da semana passada.

Em São Paulo, segundo informações reportadas pela APCS (Associação Paulista de Criadores de Suínos) a nova referência de negócios está R$ 4,53/kg, recuo de 7,06% na semana.

Já em Minas Gerais, o Mercominas - bolsa de comercialização local - fechou referência em R$ 4,40/kg, uma queda de R$ 0,10 (-2,22%) em relação ao último levantamento de preço.

O analista de SAFRAS & Mercado, Allan Maia, afirma que o volume de oferta no mercado interno segue bem ajustado e que uma reação nas cotações depende da demanda a ser observada nos próximos dias. “O alento é que o custo de produção vem recuando nas últimas semanas, trazendo um pouco de alívio aos produtores”, afirma.

Exportações

As exportações de carne suína 'in natura' na primeira semana de 2017 [cinco dias úteis], demonstraram um bom desempenho em volume e receita, segunda dados divulgados nesta segunda (9), pelo Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços.

No período foram embarcados 15,8 mil toneladas, com média diária de 3,2 mil/t. Esse volume representa crescimento de 61,8% frente ao igual período de dezembro/16 e janeiro/16. O preço médio da tonelada foi de US$ 2.258,3.

Em receita, as exportações totalizaram US$ 35,7 milhões, com avanço de 61% na comparação com dezembro, e 102% na relação com mesmo período de janeiro do ano passado.

Por: Larissa Albuquerque
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário