Suíno vivo: Baixa demanda segue pressionado as cotações

Publicado em 17/01/2017 17:49 e atualizado em 17/01/2017 19:00
95 exibições

Ao longo de todo o mês de janeiro o mercado de suínos vem registrando consecutivas baixas. Nesta terça (17) foi à vez de Minas Gerais e São Paulo relatarem recuo na referência dos negócios.

De acordo com a bolsa de suínos de Minas Gerais, o quilo do animal vivo desvalorizou R$ 0,10 em relação ao último fechamento, sendo cotado a R$ 4,30/kg nesta semana.

Em São Paulo, o levantamento de preço da Scot Consultoria apontou queda de 5%, sendo a arroba negociada entre R$ 73 a R$ 76 no estado.

"As vendas no mercado interno continuam fracas. Os compradores mantêm cautela em suas aquisições, a fim de controlar os estoques, visto que a demanda pelo consumidor final está retraída", ressalta Consultoria.

Não só essas praças, mas outros estados também relataram desvalorizações nesta semana. Em Santa Catarina, por exemplo, a queda foi de R$ 0,10/kg, e apesar do movimento de pressão já ser esperado pelo setor, o presidente da Associação Catarinense de Criadores de Suínos (ACCS), Losivanio Luiz de Lorenzi, lembra que “há sempre uma tradição de preços menores no mês de janeiro, mas exista uma preocupação porque precisamos cobrir os custos de produção”.

Segundo a Scot, nos próximos dias a postura das indústrias será de cautela, para causar excedente de oferta no mercado doméstico, que não responde bem neste início de ano.

>> Confira a cotação completa do suíno.

Por: Larissa Albuquerque
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário