Produção global de ração supera pela primeira vez 1 bilhão de toneladas

Publicado em 31/01/2017 13:23
149 exibições

A produção global de ração animal superou pela primeira vez 1 bilhão de toneladas, em 2016. Os dados são do levantamento anual realizado pela multinacional norte-americana Alltech.

Com crescimento de 36,4 milhões de toneladas (3,7%), frente aos 995,6 milhões de t produzidos em 2015, a produção estimada das indústrias de ração totalizou 1,032 bilhão no ano passado.

A Alltech está presente em mais de 100 países e anualmente realiza pesquisa com levantamento do setor. Desde a primeira edição, em 2012, a produção mundial de ração cresceu 161 milhões de toneladas, o que representa um avanço de 2,95% ano e 19% no período.

O levantamento também destaca o declínio no volume de empresas de um ano para o outro, embora a produção tenha avançado. As fábricas de ração saíram de 32,3 mil unidades em 2015, para 30 mil no ano passado, apontando uma consolidação de grandes indústrias mundiais, especialmente na China, com recuo de 30%.

"Outros países também observaram uma diminuição, com destaque a região da Ásia-Pacífico, como a Índia, a Coreia do Sul e o Vietnã, que relatam reduções de 39%, 18% e 13%, respectivamente", apontou a pesquisa.

E mesmo com a queda nos países asiáticos, a China como maior produtor mundial, conseguiu elevar a produção em 4%, totalizando 187,2 milhões de toneladas em 2016.

A publicação também destacou o Brasil como um dos principais players da América do Sul e entre os três maiores produtores mundial de ração. Segundo os dados, o país produziu 68,9 milhões de toneladas com capacidade industrial de 1,5 mil fábricas. 

Aves

Conforme a pesquisa da Alltech, a produção de ração destinada à avicultura totalizou 451,6 milhões de toneladas, o que representou mais de 40% da produção total de ração.

Contudo, em 2016, as indústrias avícolas reduziram a produção de alimentos, contrariando a tendência crescente dos últimos anos.

"A gripe aviária pode ser um contribuinte para a mudança deste ano, mas isso também poderia ser atribuído a uma conversão alimentar mais eficiente e consolidação da indústria”, diz o diretor de inovações da Alltech, Aidan Connolly.

Suínos

No ano passado, a produção de ração para suínos alcançou 272,4 milhões de toneladas de ração, mais de 25% da produção global.

Na China, o número de porcas diminuiu quase 40% nos últimos três anos, indicando um movimento de produção mais intensiva nas fazendas. Porém, o país ainda representa mais de um quarto da produção mundial de ração para suínos.

Preços

Em geral, os preços globais dos alimentos estão em baixa quando comparados com os números do ano anterior. Como resultado, em uma perspectiva global, o preço das rações ficou, em geral, 5 a 7% inferiores em 2016.

No Brasil, a cadeia pecuária e granjeiro viveram uma realidade oposta. A estiagem que afetou a produção de grãos brasileira encareceu os custos de nutrição e, muitos produtores precisaram ajustar a produção para manter-se na atividade.

Por: Larissa Albuquerque
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário