22 aviários param atividades após quebra de contrato com a indústria em MT

Publicado em 02/02/2017 07:45
231 exibições

Vinte e dois aviários de Nova Marilândia tiveram as atividades suspensas após a suspensão de contratos com a indústria. Os produtores ainda reclamam do baixo preço das cabeças de frango e cobram a aprovação de uma lei específica para trazer garantias ao setor e conter os fechamentos de novas unidades.

A cidade conta com 40 aviários que ainda estão em funcionamento e mais oito que estão aguardando para serem alojados. O presidente da Associação de Avicultores de Nova Marilândia (Avimar), Paulo César Barbosa, afirmou que os produtores estão recebendo em média R$ 0,44 por cabeça de frango. “O que recebemos da indústria não é suficiente para honrar financiamentos e ainda ter que investir na infraestrutura dos aviários. Por isso, atualmente temos muitos aviários com contrato parado”, afirmou. 

O prefeito do município, Juvenal Alexandre da Silva, disse que o problema tem gerado perdas na renda das famílias locais. “Muitos desses avicultores já haviam preparado os aviários para receber mais um lote, quando foram surpreendidos com o aviso de suspensão de contrato”, afirmou.

O debate sobre a situação aconteceu na Câmara de Nova Marilândia. Um workshop que está debatendo a questão está sendo realizado no interior do estado. As próximas discussões acontecerão em Lucas do Rio Verde, na quinta (2), e Campo Verde, na sexta (03). 

Leia a notícia na íntegra no site RDNews.

Fonte: RDNews

Nenhum comentário