Suíno vivo: Suinocultores devem contar com mercado firme em fevereiro

Publicado em 02/02/2017 18:49
133 exibições

Assim como foi em janeiro, as cotações do suíno vivo no mercado independente devem ficar acima da média para o período. A consideração é do presidente da ACSURS (Associação dos Criadores de Suínos do Rio Grande do Sul), Valdecir Folador, que diz acreditar na demanda forte neste mês.

No Rio Grande do Sul, a pesquisa semana indicou valorização de R$ 0,11 no quilo do animal vivo, terminando cotado a R$ 4,08/kg.

Folador explica que as indústrias tem relatado que encerraram 2016 praticamente sem estoques, por isso o aquecimento da demanda neste início de ano. "O mesmo relato vale para fevereiro, o consumo deve continuar forte, especialmente no setor de industrializados", conta.

Além da melhora na comercialização, os suinocultores também conta com queda nos custos de produção. Atualmente a cotação do milho no estado está em R$ 27,50/kg, conta R$ 34/kg praticado à um ano atras.

O presidente também destaca que a produção neste ano deve crescer abaixo de 2%, não favorecendo um excedente de oferta no mercado interno. "O suíno que será abatido no final deste ano, sua matriz já está no campo, e podemos notar que não há aumento de plantel ou alojamento", diz.

Exportações

As exportações de carne suína 'in natura' do Brasil fecharam janeiro com volume de 54,5 mil toneladas. O resultado se mostra 60% acima do igual período de 2016 e 27,6% superior ao mês anterior.

Na receita o valor alcançado foi de US$ 124,7 milhões, com a média da tonelada em US$ 2.286,4.

>> Confira a cotação completa do suíno.

Por: Larissa Albuquerque
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário