Produtor de leite tem cenário menos “custoso” para vacinar rebanho no MT, diz Imea

Publicado em 04/05/2017 08:06 42 exibições

Iniciou-se no último sábado (01/05) o período de vacinação contra febre aftosa em Mato Grosso e todo o rebanho do Estado deve ser vacinado. Ainda que aparentem ser pouco palpáveis os problemas causados pela febre aftosa, já que faz mais de 12 anos desde o último caso de aftosa no Brasil, todo cuidado com esta doença é pouco.

Dito isso, ao se avaliar o impacto econômico para o bovinocultor de leite, nota-se uma sensível melhora no seu poder de compra na hora de adquirir as vacinas contra aftosa. Para se ter uma ideia, em mar/16 o produtor de leite precisava vender 1,43 litro de leite para comprar uma dose de vacina contra aftosa, em mar/17 este valor caiu para 1,17 l/dose.

Ou seja, graças a uma queda no valor da vacina e uma valorização no preço do leite, o bovinocultor de leite se viu diante de um cenário menos custoso para cumprir suas obrigações sanitárias e garantir o status fitossanitário do rebanho mato-grossense em patamares elevados.

Leia o boletim na íntegra no site do Imea.

Fonte:
Imea

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário