Suíno vivo: Vendas positivas mantém mercado firme na semana

Publicado em 19/05/2017 15:45
55 exibições

Fatores como a entrada de massa salarial e o consumo mais efetivo voltado às festividades do dia das Mães contribuíram para o mercado firme nesta semana.

Segundo Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada), pela melhora da demanda os preços domésticos da carne suína subiram na parcial de maio.

"Quanto ao suíno vivo, o preço médio subiu 4,8% em Ponte Nova (MG), de 28 de abril a 17 de maio – encerrando a semana na média de R$ 4,17/kg. Na região SP-5 (Bragança Paulista, Campinas, Piracicaba, São Paulo e Sorocaba), a valorização foi de 1,4%, para R$ 4,11/kg", diz o Centro.

O levantamento semanal de preço realizado pelo economista do Notícias Agrícolas, André Lopes, apontou queda em apenas uma praça. No Rio Grande do Sul referência do animal vivo recuou R$ 0,02 terminando cotado em R$ 3,90/kg. (Confira o gráfico).

Essa postura baixista em regiões pontuais já havia cito antecipada no final da semana anterior. O analista da Safras & Mercados, Alan Maia, disse a época que “para a segunda quinzena do mês, havia tendência de que o consumo volte a apresentar uma recaída novamente."

Exportações

As exportações de carne suína 'in natura' até a segunda semana de maio (nove dias úteis) apresentaram queda em relação ao mês e ano anterior.

No acumulado do período foram embarcados 21,2 mil toneladas, com média diária de 2,4 mil/t. Esse resultado representa recuo de 4,7% frente ao mesmo período do mês passado. Já em relação maio/16, as exportações caíram 10,4%.

Em receita, as vendas externas somaram US$ 58,2 milhões, com preço médio subindo 1,1%, a US$ 2.743,6 a tonelada.

Custo de produção

O ICPSuíno/Embrapa oscilou -3,21%, chegando ao patamar de 186,54 pontos, menor pontuação registrada desde agosto de 2015. O custo de produção do kg de suíno vivo em ciclo completo em Santa Catarina, maior produtor nacional e usado como referência no índice, registrou o valor de R$ 3,261.

Principal item na composição do ICPSuíno, a nutrição dos animais, recuou 3,06% em abril, custando R$ 2,37 por kg de suíno vivo produzido. Em 2017, o ICPSuíno acumula queda de 16,01%, e chega a -17,43% nos últimos 12 meses.

>> Confira a cotação completa do suíno.

Por: Larissa Albuquerque
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário