Suíno: primeira quinzena com mercado valorizado e exportações aquecidas

Publicado em 18/11/2019 16:43
82 exibições

LOGO nalogo

A segunda-feira (18) foi marcada pela estabilidade no mercado do suíno CIF e do carcaça especial. De acordo com a Scot Consultoria, a arroba do CIF ficou em R$ 100/R$ 102, enquanto o quilo da carcaça especial permaneceu em R$ 8/R$ 8,20. O órgão informa que nas granjas paulistas, o animal terminado está cotado, em média, em R$ 102,00 por arroba, alta de 1,0% em sete dias. No atacado, a valorização foi de 1,2% em igual comparação, com a carcaça comercializada, em média, em R$ 8,20 por quilo. 

Os indicadores da cotação do suíno vivo do Cepea/Esalq, referente à última quinta-feira (14) mostraram as principais praças em alta, exceto Minas Gerais, onde o valor permaneceu estável em R$ 5,40. No Paraná houve alta de 0,40% (R$ 5,07), no Rio Grande do Sul, de 0,21% (R$ 4,77), em Santa Caratina, aumento de 0,20% (R$ 4,90), e em São Paulo, de 0,37% (R$ 5,38).

Segundo informações da Scot Consultoria, o mercado de suínos teve valorização na última semana. A primeira quinzena do mês de novembro, junto com o final de semana prolongado, fez os compradores anteciparem seus pedidos, movimentando mais o mercado. Além dos pontos positivos no mercado interno, as exportações seguem em bom ritmo. Outro fator de ânimo para o mercado foi a habilitação de novas plantas frigoríficas no início desta semana para exportação de carne para a China. 

Dados divulgados pela Associação Paulista de Criadores de Suínos (APCS/Bolsa de Suínos), informam que a nova referência para a Bolsa está entre R$ 110,00/112,00/@ = R$ 5,87 a R$ 5,98/Kg vivo condições bolsa. 
O mercado dá sinais de acompanhar a evolução do boi hoje (18) cotado em R$ 200,00/@, o que representa 55%, ou seja, o preço do suíno está cerca de 55% do valor do boi. A relação média histórica é de no mínimo 60%.

 

Tags:
Por: Letícia Guimarães
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário