Em São Paulo, frango vivo encerrou semana com mais dois ajustes de preço

Publicado em 08/06/2020 08:42 19 exibições

Como obteve, na sexta-feira e no sábado (5 e 6 de junho) outros dois ajustes de cinco centavos cada, o frango que está sendo processado hoje (8) nos abatedouros paulistas foi negociado por R$3,50/kg, reaproximando-se do máximo valor nominal já registrado – R$3,60/kg, cotação que vigorou no ano passado por quase 60 dias, entre 13 de abril e 10 de junho.

Minas Gerais acompanhou em parte, já que, embora também de cinco centavos, obteve um único ajuste, na sexta-feira. Assim, o frango vivo mineiro foi negociado nos dois últimos dias da semana pelo mesmo valor que São Paulo só alcançaria no sábado.

Uma vez que, um mês atrás, as duas praças operavam com a cotação (referencial) de R$2,90/kg, em 30 dias registra-se valorização superior a 20%, atribuída neste momento ao período de pagamento de salários. Mas, sabe-se, há um ingrediente a mais nessa valorização: melhor adequação da oferta ao mercado – ocasionada não pelo controle da produção e, sim, pela compulsória redução dos alojamentos frente aos prejuízos acumulados nos últimos meses.

Em decorrência, tudo indica que – mesmo não ocorrendo novas altas – está afastado o perigo de um retrocesso de preços ao final da quinzena, como ocorre normalmente. Pelo contrário, parece estar claro que a situação atual (de oferta restrita e até mesmo insuficiente para atender toda a demanda) deve se intensificar, pois, até agora, os preços recebidos são inferiores aos de um ano atrás, enquanto os custos permanecem bastante elevados. Numa situação dessas, quem se aventura a criar mais?

Tags:
Fonte:
AviSite

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário