Carne de frango: embarques lentos na primeira semana de junho

Publicado em 09/06/2020 08:44 21 exibições

Contrariamente ao mês anterior, os embarques de carne de frango iniciaram junho de forma lenta, o volume diário da primeira semana correspondendo ao segundo menor resultado do ano, o que significa que se encontra acima apenas da média diária registrada em janeiro.

No período (1 a 6, cinco dias úteis) foram exportadas perto de 69,616 mil toneladas do produto in natura, resultado que correspondeu a uma média diária de 13,923 mil toneladas, 25,25% e 28,45% menos que em maio passado e em junho de 2019, respectivamente

Minimiza essas quedas (mas não muito) o fato de junho corrente ter 21 dias úteis – um dia útil a mais que maio passado e dois dias úteis a mais que junho de 2019. Assim, supondo-se que a média diária atual se mantenha no decorrer desta e das três próximas semanas de junho, o total mensal irá pouco além das 292 mil toneladas, retrocedendo entre 20% e 21% em termos mensais e anuais.

Infelizmente, o preço alcançado continua retrocedendo: na primeira semana de junho ficou limitado a US$1.276,10 por tonelada, o pior resultado em mais de uma década. Ou, aproximadamente, quase o mesmo valor atingido em março de 2009 (US$1.278,35/t) ou no mesmo mês de 2007 (US$1.278,53/t). Claro, a valorização do dólar desde então faz a grande diferença. Mas nos últimos dias também o dólar vem retrocedendo.

Tudo considerado, as perspectivas de faturamento para o mês são pouco animadoras, visto que o sinalizado é algo em torno dos US$373 milhões, cerca de 40% menos que o registrado um ano atrás, em junho de 2019.

De toda forma, não se deve ignorar que tais projeções se baseiam no desempenho de, somente, cinco dias úteis do mês. Ou seja: resultados melhores deverão vir nos demais 16 dias úteis de junho corrente.

Tags:
Fonte:
AviSite

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário