Exportações de frango na 2ª semana de junho aumentam em relação à anterior, mas ainda estão aquém de junho/19

Publicado em 15/06/2020 16:33 32 exibições
Analista explica que a oscilação escancara tática de compras chinesa, comprando menos produto em uma semana e, na semana seguinte, importanto com mais voracidade

LOGO nalogo

De acordo com dados divulgados pela Secretaria de Comércio Exterior (Secex) do Governo Federal nesta segunda-feira (15), referentes ao acumulado até a segunda semana de junho, as exportações de carne de frango aumentaram em relação à semana anterior, mas ainda estão aquém quando comparadas ao mês de 2019. 

De acordo com o analista de mercado da Agrifatto Consultoria, Yago Travagini, a média diária de volume exportado na segunda semana aumentou em torno de 42% em relação à primeira semana de junho, mostrando uma tática de negociação chinesa de comprar menos em uma semana e na seguinte, ir às compras com mais voracidade. 

O faturamento até a segunda semana de junho com as exportações de carne de frango foram de US$ 189.842,8 mil, cerca de 31,55% da receita com a venda do produto em junho de 2019, que foi de US$ 601.686,7 mil. 

No caso do volume exportado, nos primeiros nove dias úteis de junho foram 148.780,3 toneladas, 40,24% do volume embarcado em junho passado, 369.729,9 toneladas.

A média diária paga pela carne de frango exportada no começo deste mês foi de US$ 21.093,6 mil, quantia 33,39% inferior ao valor de US$ 31.667,7 mil. 

As toneladas por média diária embarcada de frango, 16.531,1 na segunda semana do mês, são 15,05% menores do que as 19.459,5 registradas em junho de 2019. 

Em relação ao preço pago por tonelada, o recuo nos primeiros cinco dias úteis de junho está estimado em 21,59%, quando comparados os US$ 1.276, praticados atualmente, contra os US$ 1.627,4 no mesmo mês do ano passado.

Tags:
Por:
Letícia Guimarães
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário