Produtor de ovos sofre perda expressiva na capacidade de aquisição das matérias-primas no decorrer de agosto

Publicado em 19/08/2020 09:08 24 exibições

Enquanto o mercado de ovos segue sem apresentar perspectivas que possam estancar o ambiente de fragilidade que começou ainda no primeiro decêndio do mês, as matérias-primas básicas utilizadas na alimentação das aves permanece em escala ascendente.

Detalhando, enquanto o preço médio diário da caixa de ovos brancos apresenta índice negativo de 9% no decorrer do mês e obtém aumento de apenas 4,4% em relação ao praticado na abertura desse exercício civil, o milho obteve aumentos de 12% no decorrer de agosto e de quase 19% em relação ao início do ano. O Farelo de Soja, por sua vez, alcança índices positivos de 5% em agosto e de expressivos 41% no decorrer do ano.

O significado disso é uma grande perda na capacidade aquisitiva das matérias-primas por parte do produtor entre a abertura de agosto e o último preço recebido na comercialização dos produtos: de quase 19% na aquisição de milho e de 13,3% na aquisição do farelo de soja.

Porém, considerando para maior consistência comparativa o preço médio acumulado no decorrer do ano, enquanto o ovo apresenta crescimento de 28,8%, a evolução do milho e do farelo de soja alcançam, respectivamente, 34,2% e 34,5%.

Com isso, também se verifica perdas no poder aquisitivo do produtor de ovos na aquisição dos dois grãos, embora não tão expressivas como as verificadas no decorrer de agosto: no milho de 4% e no farelo de soja de 4,3%.

Tags:
Fonte:
OvoSite

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário