China padronizará kits de diagnóstico para peste suína africana

Publicado em 28/08/2020 14:18 53 exibições

O Ministério da Agricultura e Assuntos Rurais da China emitiu novas regras na sexta-feira (28) para padronizar a produção e uso de kits de diagnóstico para a peste suína africana, enquanto tenta melhorar o controle de uma doença que devastou seu rebanho de suínos.

A peste suína africana matou milhões de porcos em toda a China desde que chegou ao país em 2018, reduzindo a produção de carne suína no maior consumidor mundial em 20% no primeiro semestre deste ano e elevando os preços da carne suína.

Dezenas de tipos de kits de diagnóstico estão disponíveis na China, mas os especialistas levantaram dúvidas sobre sua qualidade e eficácia.

O ministério disse que a partir de 1º de janeiro de 2021, todos os produtos usados ​​pelas autoridades provinciais para emitir certificados de saúde animal ou para outros fins de monitoramento de doenças devem ter obtido um número de aprovação do ministério para garantir a exatidão dos resultados.

A partir de 1º de setembro, qualquer produto diagnóstico de peste suína africana que ainda não tenha sido testado pelo Centro de Controle de Doenças Animais da China, tenha falhado no teste ou tenha sido testado, mas ainda não esteja registrado pelo centro, deve interromper a produção.

Os produtos que foram testados e registrados, mas ainda não obtiveram a aprovação, podem continuar a ser fabricados até o final deste ano, disse.

A peste suína africana não tem cura ou vacina e geralmente é mortal para os porcos, embora não prejudique as pessoas.

Tags:
Fonte:
Reuters

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário