Alemanha começa cercar fronteira para conter Peste Suína Africana

Publicado em 25/09/2020 09:35 116 exibições

Autoridades alemãs começaram a construir uma cerca de metal ao longo da fronteira com a Polônia para conter o surto de uma doença mortal suína que atingiu as exportações de carne suína da Alemanha , já que o número de casos subiu para 32.

Autoridades no estado de Brandemburgo, no leste do país, estão construindo uma barreira articulada de 11 quilômetros (6,8 milhas) para impedir que javalis estejam sob risco de transmitir a peste suína africana, disse o ministério estadual de proteção ao consumidor em um comunicado. A barreira traçará os rios Neisse e Oder que fazem a fronteira entre a Alemanha e a Polônia.

“Esta é uma medida eficaz, mas não é uma panaceia”, disse a vice-ministra, Anna Heyer-Stuffer, no comunicado.

Uma cerca contra a travessia de suínos selvagens da Polônia está sendo erguida em um canto da Alemanha oriental, enquanto a gripe suína africana atinge as exportações de carne suína.

Mais três carcaças de javali deram positivo para a doença, que não é prejudicial aos humanos. Todos os cadáveres foram encontrados em uma área de 150 quilômetros quadrados (58 milhas quadradas) em Brandenburg, a sudeste de Berlim, de acordo com o ministério. A doença foi confinada a javalis, ao invés de gado.

O aparecimento da peste suína africana na maior nação produtora de suínos da Europa desencadeou proibições de importação, mesmo quando as autoridades da União Europeia disseram que elas eram injustificadas porque a doença só foi encontrada em uma região da Alemanha.

Autoridades florestais estão usando drones e cães para rastrear porcos selvagens mortos que podem estar infectados, disse Carsten Lessner, do Ministério da Agricultura do estado.

Leia Mais:

+ Alemanha confirma mais três casos de Peste Suína Africana em javalis

+ Suspensões de importações de carne suína da Alemanha podem beneficiar bovina e de frango

Tags:
Fonte:
Bloomberg

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário