Coreia do Sul abate 1.500 suínos após novos casos de peste suína africana

Publicado em 09/10/2020 09:43 52 exibições

LOGO REUTERS

Pela primeira vez em um ano, a Coreia do Sul encontrou nesta semana novos casos de peste suína africana em uma fazenda, forçando as autoridades a sacrificar pelo menos 1.500 porcos, disse a agência de notícias Yonhap na sexta-feira (9).

Três porcos mortos testaram positivo para a doença, que não afeta humanos, mas pode ser mortal para porcos, em uma fazenda na província de Gangwon na noite de quinta-feira (8).

Autoridades abatiam porcos em um raio de 10 quilômetros (6 milhas) da fazenda, disse Yonhap, citando o ministério da agricultura.

Cerca de 400.000 porcos foram sacrificados depois que um surto começou no final do ano passado, atingindo pelo menos 14 fazendas.

Até esta semana, disse a Yonhap, nenhum novo caso havia sido encontrado nas fazendas desde outubro de 2019, mas 750 casos foram descobertos em javalis que vagam pela fronteira com a Coreia do Norte.

Em setembro, a Coreia do Sul proibiu as importações de carne de porco da Alemanha depois que um caso de peste suína africana foi confirmado em um javali no leste.

Tags:
Fonte:
Reuters

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário