Suínos: em 15 dias úteis, exportações já superam faturamento e volume embarcado em março/20

Publicado em 22/03/2021 15:51 e atualizado em 22/03/2021 16:30 371 exibições
Analista aponta chance de que este mês seja o melhor março na história para exportações de carne suína

LOGO nalogo

De acordo com informações da Secretaria de Comércio Exterior (Secex) do Governo Federal, divulgadas nesta segunda-feira (22), as exportações de carne suína fresca, congelada ou resfriada até terceira semana de março (15 dias úteis) já ultrapassou em receita e volume embarcado os resultados totais de março de 2020.

O analista da SAFRAS & Mercado, Fernando Henrique Iglesias, considera como "excelente" os números obtidos neste mês, e acredita que é possível atingir o recorde como o melhor mês de março da história para a exportação de carne suína.

Entretanto, ele recorda que no mesmo mês do ano passado, a China, principal comprador da proteína brasileira e considerado como responsável pelos números positivos em março, estava enfrentando uma das fases mais graves da pandemia do coronavírus. "Havia um problema logístico, os contêineres iam e não voltavam", disse.

A receita obtida com as exportações de carne suína até agora neste mês, US$ 166.740,618, ultrapassou em 6,9% o montante obtido em todo março de 2020, que foi de US$ 155.923,829. No caso do volume embarcado, as 66.157,91 toneladas são 4,5% a mais que o total exportado em março do ano passado, um total de 63.296,839.

O faturamento por média diária até o 15º dia útil de março foi de US$ 11116,0412, quantia 56,84% a mais do que março de 2020. No comparativo com a semana anterior, houve recuo de 1,8%.

No caso das toneladas por média diária, foram 4410,527, avanço de 53,30% no comparativo com o mesmo mês de 2020. Quando comparado ao resultado no quesito da semana anterior, observa-se baixa de 1,6%.

Já o preço pago por tonelada, US$ 2520,342 nos 15 primeiros dias úteis do mês, é 2,31% maior ao praticado em março passado. O resultado, frente ao valor atingido na semana anterior, representa leve queda de 0,2%.

Por:
Letícia Guimarães
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário