Vendas externas de ovos férteis registram o melhor desempenho dos últimos 10 trimestres

Publicado em 27/10/2021 08:00 17 exibições

Profundamente afetada em 2020 – sobretudo por dificuldades logísticas – com a ocorrência da pandemia, a exportação brasileira de ovos férteis destinados à produção de pintos de corte segue em recuperação. No terceiro trimestre de 2021 ficou próxima dos 153,5 milhares de caixas de 30 dúzias, desempenho que significou aumento de 126% sobre o mesmo trimestre de 2020 e o melhor desempenho dos últimos dez trimestres.

É verdade que, novamente por dificuldades logísticas (agora agravadas por aumentos exorbitantes no custo do frete), os embarques de setembro apresentaram redução de quase 20% sobre o mês anterior. Ainda assim o volume exportado – 16,437 milhões de unidades – praticamente dobrou em relação a setembro de 2020, registrando aumento de 98,6%.

Com esse último resultado, o total exportado nos primeiros nove meses do corrente exercício chega aos 143,6 milhões de unidades, apresentando aumento de 57,71% em relação aos mesmos nove meses do ano passado.

Já nos últimos 12 meses, o índice de incremento é significativamente menor, correspondendo a cerca de um terço a mais (34,23%) que o exportado entre outubro de 2019 e setembro de 2020.

Porém, mantida neste último trimestre a atual média mensal – 15,961 milhões de unidades/mês – o total de 2021 irá chegar aos 191 milhões de unidades, aumentando mais de 50% em relação ao ano anterior (121,748 milhões de unidades em 2020).

Se confirmado, tal resultado corresponderá ao segundo maior volume já exportado pelo setor, atrás apenas dos 215,202 milhões de unidades de 2018.

Fonte:
Avisite

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário