Pintos de corte podem aumentar mais de 10% no primeiro semestre

Publicado em 18/06/2010 09:00 239 exibições
Vai demorar até que todos os dados sejam confirmados ou desmentidos. Mas informações colhidas nos últimos dias pelo AviSite junto ao setor produtor de pintos de corte indicam que no quadrimestre março-junho vêm sendo produzidos, em média, mais de 500 milhões de pintos de corte mensais (previsões no quadro abaixo). Esse desempenho pode fazer com que a produção do primeiro semestre supere a casa dos 2,920 bilhões de cabeças, aumentando mais de 10% em relação ao primeiro semestre dos dois últimos anos (2,651 bilhões no mesmo período de 2008; perto de 2,650 bilhões nos seis primeiros meses de 2009).

Mantido também no segundo semestre, o volume apontado está apenas meio por cento acima daquele projetado pelo AviSite com base no que foi produzido em janeiro e fevereiro deste ano (vide “Pintos de corte: em 2010, no mínimo 5,830 bilhões de cabeças”). O único senão nessa previsão é que em momento algum da história do setor a produção do segundo semestre foi igual ou inferior à do primeiro.

Os dois últimos anos são o melhor exemplo disso, especialmente porque abrangem períodos de crise. Em ambos, a produção do primeiro semestre foi menor, correspondendo a cerca de 48% do total anual. E isso mantido, a produção de pintos de corte de 2010 superaria a casa dos 6 bilhões de cabeças.

Mas independentemente de qual tenha sido o volume até agora atingido, o que vai ditar o ritmo de produção do segundo semestre é o volume de matrizes de corte anteriormente alojado - do qual se tem notícia apenas até setembro de 2009.

Essa ausência de números começa a fazer falta. No entanto, considerado o comportamento anterior do setor, é provável que o alojamento tenha se mantido em níveis comedidos. E se isso efetivamente ocorreu, a capacidade de produção no segundo semestre não deve ir muito além dos 500 milhões de cabeças alcançados neste instante.

O ruim, neste caso, é que isso já parece ser demais – haja vista o preço que o frango vem alcançando nos últimos tempos.

Tags:
Fonte:
AviSite

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário