Tendências da produção avícola no Brasil até 2019, pela OCDE

Publicado em 29/06/2010 10:23 295 exibições
OCDE sugere que em 2019 a produção de carnes avícolas pode chegar aos 16,7 milhões de toneladas
Partindo do princípio de que em 2009 o Brasil produziu um total de 12,2 milhões de toneladas de carnes avícolas, consumindo internamente pouco mais de 71% desse volume (cerca de 8,7 milhões de toneladas) e exportando os restantes 3,5 milhões de toneladas, a Organização de Cooperação e de Desenvolvimento Econômico (OCDE) sugere que em 2019 a produção pode chegar aos 16,7 milhões de toneladas, o consumo interno aos 10,7 milhões de toneladas e as exportações aos 5,9, quase 6,0, milhões de toneladas.

Embora os números tomados como base não correspondam àqueles aceitos pelo setor (mesmo considerando-se a carne de frango e de peru juntas, a produção e o consumo interno de 2009 não foram tão elevados, da mesma forma que as exportações não foram tão baixas), é oportuno considerar os índices de incremento previstos pela OCDE para a produção, consumo e, sobretudo, a exportação. Ou, respectivamente, +37%, +23% e +71%.

Confirmados esses índices de expansão, a participação do consumo na produção total recuará mais de 10%, caindo dos 71% registrados em 2009 para cerca de 64%. Em sentido contrário, claro, a participação das exportações passa de 28% para 36% do total, aumentando ainda mais a dependência do setor ao mercado externo.

Tags:
Fonte:
AviSite

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário