Nova exigência russa pode afetar também o frango brasileiro

Publicado em 14/10/2010 09:25
280 exibições
Segundo a agência de notícias russa Ria Novosti, um novo desafio aguarda as empresas exportadoras de carne de frango para a Rússia: a partir de 1º de janeiro de 2011 estará proibida no país a utilização de carne de frango congelada para a elaboração de pós-processados. Ao anunciar a medida, Gennady Onishchenko, diretor do principal órgão responsável pela inspeção sanitária na Rússia (Rospotrebnadzor) concordou que haverá sérias implicações no processo de importação.

Ao mesmo tempo em que observava que a proibição passa a vigorar em menos de noventa dias (para o que estão sendo efetuadas as necessárias alterações nos regulamentos sanitários), Onishchenko comentou que a utilização da carne de frango congelada já está proibida desde o começo de 2010 na fabricação de alimentos infantis. Agora será estendida aos alimentos em geral, só se permitindo no pós-processamento a utilização de carne de frango resfriada.

Justificando a medida, o chefe do Rospotrebnadzor comentou que, hoje, a carne resfriada pode ser estocada por até 120 dias em atmosfera gasosa inerte. Mas não negou que o custo é fator capaz de dificultar a implantação da nova norma, apenas acrescentando que de qualquer forma, a carne resfriada é muito melhor, em termos de valor fisiológico, que a carne congelada. Porque foi a explicação que encontrou a carne congelada pode sofrer sucessivos processos de descongelamento e congelamento.

Como o anúncio ocorreu no início desta semana, ainda não foi possível avaliar em profundidade os efeitos que a medida trará para as empresas que exportam para a Rússia ou, mesmo, para aquelas que, internamente, desenvolvem processos de industrialização.

Mas, de princípio, parece estar claro que a própria avicultura russa será a grande beneficiada, já que ao menos nessa área não enfrentará concorrentes externos. No entanto isso afetará os preços internos dos pós-processados, já que o produto interno, independente de ser resfriado, é mais caro que os congelados importados.
Tags:
Fonte: AviSite

Nenhum comentário