Suinocultores do MT pedem isenção de ICMS

Publicado em 31/08/2011 10:08 208 exibições
Os produtores de suínos de Mato Grosso voltaram a pedir ajuda do governo do estado para enfrentar a crise da suinocultura, que se estende desde o início do ano. Ainda esta semana a Associação dos Criadores de Suínos de Mato Grosso (Acrismat) deve pedir novamente a isenção do ICMS nas contas de energia dos suinocultores. A diretoria da Associação ainda tenta uma audiência com o governador Silval Barbosa.

De acordo com o diretor executivo da Acrismat, Custódio Rodrigues, um dos problemas do segmento é o constante ajuste que os produtores tem que pedir à Secretária de Fazenda do Estado com relação ao preço de pauta, regulamentado pela secretaria, que incide o ICMS.

"O valor do quilo do suíno vem caindo drasticamente, vendíamos o quilo a R$ 2,20 mas o valor para cobrança do imposto, estava em agosto em R$ 2,68, caiu para R$ 2,38. Vamos pedir pra chegar a R$ 1,80. Estamos operando no vermelho, contribuímos com impostos, empregos mas não somos reconhecidos quando precisamos", reclamou.

Segundo o diretor, alguns produtores já informaram à entidade que devem abandonar a atividade caso o governo não se manifeste. "Pedimos ajuda da Secretaria de Desenvolvimento Rural e Agricultura Familiar (Sedraf), mas ela nos remeteu ao governador que negou ajuda em isenção de imposto. Fizemos isso via Assembleia e não obtivemos retorno satisfatório também", criticou.

Para o presidente da Acrismat, Paulo Lucion a saída para amenizar a crise no setor é a isenção do ICMS da energia. "Nosso plantel é tecnificado, nossas matrizes são da melhor qualidade genética, para manter esta qualidade gastamos muita energia. No Paraná já existe este dispositivo, se o setor entra em crise ocorre automaticamente a isenção", informou.

Tags:
Fonte:
DCI

0 comentário