Área de cultura do arroz está em decréscimo em MS

Publicado em 01/06/2012 07:21 e atualizado em 01/06/2012 08:38 426 exibições
Mato Grosso do Sul registrou queda de 61% em área plantada de arroz desde 2005. De 42 mil hectares destinados ao cultivo do grão, o Estado detém hoje apenas 18 mil hectares. Nessa ultima safra foram colhidas 72,2 mil toneladas de arroz limpo, mas seriam necessárias 114,7 mil toneladas para abastecer o consumo interno. Essa diferença fez com que o Estado importasse 42,5 toneladas do grão de outros estados e do país vizinho, Paraguai.

A cadeia produtiva da orizicultura, com representantes da indústria, comércio, produção e pesquisa, está elaborando um estudo para apontar os desafios para ampliação da cultura no Estado. “Vamos elencar os gargalos da produção no Estado e encaminhar ao governo do Estado para proposição de melhorias no setor”, explica Lucas Galvan, assessor técnico da Federação de Agricultura e Pecuária de MS.

O diagnóstico da cultura de arroz sul-mato-grossense foi apresentado durante o Workshop Rede Brasil Arroz, realizado nessa última quarta-feira (30), na sede da Famasul. “Cerca de 70% da produção de arroz irrigado no Brasil está concentrado nos estados de Santa Catarina e Rio Grande do Sul. É preciso incentivar o plantio do grão em outras regiões”, disse Carlos Magri, pesquisador da Embrapa Arroz e Feijão e coordenador da Rede no país.

Magri apresentou, durante o encontro, o projeto MP4 que visa estabelecer parcerias para transferência de tecnologia para cultura do arroz no país. “Para ter uma produção sustentável do grão, é necessário dar condições para que os produtores se tornem empreendedores, incentivar a adoção e o desenvolvimento de novas tecnologias e promover o consumo com resgate à importância social, econômica e nutricional do arroz”, aponta Magri.
Tags:
Fonte:
Sato Comunicação

0 comentário