Composto orgânico com casca de cacau aumenta produtividade na Bahia

Publicado em 14/06/2012 10:24 e atualizado em 02/03/2020 14:22 1130 exibições
Há exatos 15 anos, a Fazenda Santa Ana localizada no município de Taboquinhas, sul da Bahia, iniciou o trabalho com cacau orgânico e uma experiência com um fertilizante natural, desenvolvido na propriedade, a partir de dejetos bovinos, no intuito de melhorar a qualidade dos frutos e aumentar a produtividade.   

A biocalda é um composto natural, que precisa de aproximadamente 90 dias para estar pronta e ser aplicada na plantação. Em um primeiro processo, são armazenados em um taque subterrâneo, sobras de leite, dejetos e estercos bovinos, para um processo de fermentação anaeróbica.

O segundo processo é a captação do líquido, extraído após a fermentação, através do sistema de canos de PVC instalados na propriedade, livre de qualquer resíduo, tornando-se rico em nutriente.

A calda é livre de qualquer odor e melhora a qualidade do solo e das folhas. Na propriedade, são colhidas 80 arrobas de cacau por mil pés, e os frutos são vistosos, com amêndoas grandes e livres de qualquer praga.

A biocalda é misturada a um fertilizante produzido com a casca de cacau. Outro experimento criado na própria fazenda que auxilia no crescimento do cacaueiro e diminui a incidência de pragas.

O fertilizante de casca de cacau é feito no campo. Depois de quebrado os frutos e retiradas às amêndoas, as cascas são armazenadas e cobertas com folha de bananeiras, a fim de, acelerar a decomposição.

Logo em seguida, a mistura é peneirada e diluída em água e está pronta para ser aplicada. Além de ser rico em potássio, o extrato tem zinco, manganês, nitrogênio, fósforo e magnésio. E pode ser aplicado em qualquer plantação.
Tags:
Fonte:
Mercado do Cacau

0 comentário