Trigo: Escassez no mercado eleva preços a patamares recordes

Publicado em 16/07/2013 10:53 427 exibições

Os compradores brasileiros encontram dificuldades para adquirir trigo. Com a suspensão das exportações argentinas do cereal, principal fonte de importação brasileira, a saída seria procurar pelo produto fora do Mercosul, aproveitando a redução da Tarifa Externa Comum (TEC), mas mesmo este produto encontra dificuldade para ser internalizado em função da logística.

Com uma produção de cerca de 3,5 milhões de toneladas, o Brasil precisa importar cerca de 7 milhões de toneladas para atender a demanda interna, de acordo com Marcelo Vosnika, presidente da Sinditrigo PR.

Com o pico da entressafra, há pouco trigo nas mãos do produtor brasileiro. Quem possui trigo consegue por volta de R$900 pela tonelada, um valor que reflete no abastecimento interno.

Segundo o analista João Donizette Garcia, da Correpar, outros fatores que influenciam a alta do preço do trigo brasileiro são a escassez dos estoques mundiais em relação à safra passada e a logística deficitária dos portos.

Uma medida do governo fez com que a TEC, de 10%, não fosse cobrada até o próximo dia 31 de julho, podendo ter seu prazo prorrogado. Esta redução no valor facilita a importação, no entanto, a alta do dólar prejudica. O trigo americano que chega no país também está sendo importado a 400 dólares/tonelada.

Na Argentina, a população enfrenta alta no mercado doméstico, mesmo com recuo de 11,8% nesta segunda-feira, que diminuiu os preços para US$406/tonelada. Nos últimos seis meses, o preço da farinha triplicou e o pão chegou a subir 50% nas padarias.

Tags:
Por:
Izadora Pimenta
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário