Exportação do trigo 2013/14 argentino pode chegar a 5 milhões de toneladas

Publicado em 22/11/2013 14:26 578 exibições

A exportação de trigo da presente safra na Argentina, cuja colheita começou nos últimos dias, poderia chegar a 5 milhões de toneladas, segundo estimativa feita nesta sexta-feira (22) pela analista Lorena D'Angelo, da operadora Futuros y Opciones, em Rosario.

Essa projeção se sustenta na abertura antecipada do registro de operações de exportação 2013/14 e representa um aumento de 61% em relação aos envios da safra anterior.

D'Angelo destacou que as mudanças no gabinete nacional foram inicialmente avaliadas como "positivas" por alguns setores, "à espera de decisões que ajudem ao setor agropecuário".

"O impacto nos mercados pode cair sobre os preços do trigo que, depois de várias jornadas consecutivas de baixas, operou nesta quarta-feira com altas de até quatro dólares após o anúncio", disse a analista.

Os preços do cereal continuam pressionados pelo avanço da colheita, que ainda não possui resultados muito satisfatórios, mas com expectativas de uma recuperação na medida em que começar a ser colhido o trigo do sul da região produtora.

A Bolsa de Cereais de Buenos Aires manteve sua projeção de colheita nacional de 10,3 milhões de toneladas, 17,6% acima do volume registrado na safra anterior.

A analista destacou que os menores preços do grão melhoraram a margem dos exportadores e espera-se que as vendas no exterior possam colocar um "piso" para os valores obtidos pelos produtores. "Os altos preços que vimos há uns meses só puderam ser aproveitados por aqueles que tinham trigo ou colheram o cereal mais cedo, enquanto 90% irá encontrar preços próximos a 220 dólares ou inferiores em plena safra".

Por conta dessas questões, D'Angelo recomendou que os produtores que precisam de dinheiro façam suas vendas e que os outros aguardem por melhores valores após a costumeira pressão da colheita.

Com informações do InfoCampo

 

Tags:
Por:
Izadora Pimenta
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário