Armazenamento reduz pressão da colheita para o trigo no Mar Negro; preços se sustentam

Publicado em 30/11/2016 09:20
65 exibições

O maior número de armazenagens nas fazendas e a forte demanda por parte da Índia e da Indonésia apoiaram os preços do trigo do Mar Negro durante o verão (inverno no Hemisfério Sul), segundo a S&P Global Patts.

No entanto, essas tendências podem se reverter e os preços podem ficar abaixo da linha ideal, disse Andrei Agapi, líder da equipe de grãos da Europa e do Mar Negro na S&P Global Patts, durante o fórum AgriRisk, em Londres.

Importância crescente dos produtos do Mar Negro

No fórum, Agapi disse que, com a importância crescente das exportações de trigo do Mar Negro, a necessidade de estabelecer preços precisos de trigo na região cresce a cada dia mais.

Como os produtores de trigo do Mar Negro exportam 95% a mais do que os Estados Unidos e quase três vezes mais do que a União Europeia, uma estratégia de hedge é cada vez mais necessária, aponta o líder.

Armazenagem nas fazendas

O aumento da armazenagem agrícola interrompeu o padrão sazonal, que é usual na pressão da colheita. Agora, os agricultores utilizaram sua nova capacidade de armazenamento para dar suporte a preços mais altos.

Eles foram capazes de manter suas safras nessa temporada. Antigamente, os agricultores dessa região vendiam os produtos diretamente do campo.

Demanda asiática pode se transferir para o Hemisfério Sul

Os preços também se beneficiaram do aumento da demanda da Índia e da Indonésia, disse Agapi.

No entanto, essa tendência pode se reverter se a demanda asiática for transferida para o Hemisfério Sul, uma vez que Argentina e Austrália sofrem pressão no período da colheita, podendo não atingir as produtividades esperadas. Ao mesmo tempo, ambos os países também tentam procurar a demanda indiana.

Tradução: Izadora Pimenta

 

Fonte:
Agrimoney

0 comentário