Trigo pode ser alternativa como rotação em Lucas do Rio Verde

Publicado em 27/04/2010 10:10 291 exibições
Os agricultores de Lucas do Rio Verde participarão de reunião, hoje, às 19 horas, no clube Siriema, conhecerão o projeto da cadeira do trigo, bem como técnicos da Empaer. O objetivo é estabelecer parcerias entre o moinho Mato Grosso, reativado em Cuiabá e produtores que trabalham com sistema de irrigação, visando o fomento da cultura do trigo no estado. Entre os temas em debate, estarão a rotação de cultura e insumos.

Pesquisas realizadas há mais de três anos em projetos piloto em Lucas do Rio Verde e terras na região, mostram que a produtividade do trigo em lavouras com irrigação artificial, alcançaram números interessantes. A secretária de Agricultura, Luciane Copetti, disse ao Só Notícias que em algumas áreas a produtividade chegou a 60 sacas por hectare. "A cultura do trigo poderá ser uma alternativa de segunda safra, substituindo o milho, o arroz como rotação e até a soja como cultura permanente, desde que seja rentável. Mas é preciso produzir e ter para quem vender o produto", afirmou.

Um plano de contrato de compra antecipada da produção, entre a empresa e produtores interessados, deverá ser firmado, garantindo a comercialização.

O ciclo de desenvolvimento do trigo é de três meses e pode ser plantado entre os meses de maio, junho e julho, sendo colhido em agosto.

Lucas do Rio Verde é um dos maiores produtores de soja e milho no país. Na safra deste ano foram plantados 242 mil hectares com soja e 170 mil hectares com milho safrinha que devem ser colhidos em julho.

Tags:
Fonte:
Só Notícias

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário