Governo anuncia PEP para até 500 mil toneladas de arroz

Publicado em 10/11/2010 14:35
727 exibições
Primeiro leilão, em 23 de novembro, será para 125 mil toneladas de arroz. São R$ 50 milhões liberados.

O ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Wagner Rossi, anunciou na manhã desta quarta-feira a liberação de recursos para apoiar a comercialização de arroz no RS e SC com o Prêmio de Escoamento de Produto (PEP) para até 500 mil toneladas. O primeiro leilão está marcado para o próximo dia 23, com volume de 125 mil toneladas do produto (base casca), sendo 110 mil para o Rio Grande do Sul e 15 mil toneladas para Santa Catarina.

 Poderão participar Indústrias de beneficiamento ou Comerciantes de cereais desde adquiram arroz em casca produzidos no RS e SC de produtores e/ou Cooperativas por valor não inferior ao preço mínimo. O valor do prêmio será sugerido esta semana pela cadeia produtiva e deverá ser anunciado na próxima semana pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA). Novo leilão, com as mesmas regras, está previsto para o dia 7 de dezembro.

 Segundo Renato Rocha, o anúncio é muito positivo e tende a proporcionar a recuperação do mercado interno. Na pesquisa realizada pela Federarroz em 09/11, em 31 municípios do RS, o mercado gaúcho trabalha abaixo do preço mínimo, em média a R$ 24,59. Atualmente o cenário externo está em recuperação, mas o mercado interno opera sem uma referência. Isso passa a existir a partir do PEP, que alavanca uma recuperação gradual com o enxugamento do mercado e valorização do produto, destacou. O presidente da Federarroz solicitou ainda ao governo federal um planejamento mais eficiente e maior agilidade no anúncio de mecanismos para a próxima, toda vez que os preços caírem abaixo do mínimo de garantia, permitindo que o produtor tenha mais segurança.

O PEP permitirá o escoamento do produto também para o mercado externo. O presidente da Federarroz, Renato Rocha, participou do encontro acompanhado do vice-presidente de Mercado, Marco Tavares, do presidente do Irga, Maurício Fischer, presidente da Câmara Setorial do Arroz, Francisco Schardong, além dos deputados Federais Luiz Carlos Heinze e Afonso Hamm.

Tags:
Fonte: Federarroz

Nenhum comentário